É cada vez maior o número de empresas, dos mais diversos segmentos, que buscam ferramentas de tecnologia da informação para automatizar e agilizar os seus processos de gestão. Um dos setores que encontrou na tecnologia uma aliada para a otimização dos procedimentos é o da indústria da construção civil. O segmento conta com um software específico para as suas demandas, o Sistema Integrado de Engenharia – SIENGE, desenvolvido pela empresa catarinense Softplan/Poligraph. O SIENGE já é realidade em mais de 500 empresas do segmento no país.

O programa tem como objetivo padronizar processos, estabelecer rotinas, evitar re-trabalhos e reduzir os custos nas construções. Para isso utiliza cinco módulos integrados: gerencial, comercial, financeiro, suprimentos e engenharia. Segundo o diretor da Softplan/Poligraph no Segmento da Construção Civil, Carlos Augusto de Matos, o SIENGE tem racionalizado tempo e recursos nas empresas do setor, além de estabelecer o controle geral das obras em andamento. "Com o sistema a empresa pode gerenciar processos de forma integrada, otimizando o trabalho e agregando diferencial competitivo ao seu negócio. O software proporciona uma grande gama de informações que auxiliam na tomada de decisão das empresas", afirma.

O desenvolvimento de forma modular do Sistema permite que ele seja adaptado conforme a necessidade e o porte da empresa. "Trabalhamos com sistemas customizados, onde é possível integrar todas as pessoas que trabalham com o sistema ou bloquear o acesso a outras informações, caso seja necessário", relata Matos. Uma equipe formada por profissionais de consultoria, engenharia e informática com experiência na indústria da construção civil dão todo suporte necessário para a implantação do sistema.

Uma das empresas que trabalham com o SIENGE é a catarinense Pioneira da Costa que já utiliza o SIENGE há quase 10 anos. O gerente de qualidade da empresa, Paulo Vinícius Souza, afirma que houve um aumento na produtividade. "O programa melhorou o fluxo de trabalho e integrou todas as tarefas. Nós usamos computadores com o sistema no próprio canteiro de obra. Com apenas um "click", nós temos as condições de todos os clientes e fornecedores e muitos outros dados", aprova.