homens-morcego recordeQuem não quer umas passagens baratas para voar de um lugar para outro? Infelizmente para voar com o wing-suit não é nenhum carnaval, é necessário muita coragem e treinamento.

Foi um ano de recrutamento, planejamento e estresse, ao menos para o capitão Justin Shorb. Segundo ele o vôo dos homens-morcego foi um recorde total.

As incríveis imagens puderam ser realizadas depois de cinco dias de treinamento intensivo para que o recorde pudesse ser quebrado. Era muito importante praticar as formações e as saídas: ninguém queria “trombar” em um companheiro a 180 km/h.

Foram mais de 30 saltos desde segunda até quarta-feira e para alcançar essa marca a enorme equipe de homens voadores teve que adotar procedimentos militares.

Os 71 sky divers estavam posicionados dentro de quatro aviões. As aeronaves ficaram alinhadas, uma em frente a outra, a 14.500 pés de altura (4,4 km). A porta de todos os aviões abriu simultaneamente. Depois que os pára-quedistas do segundo avião haviam saltado, criando a base da formação, aqueles nos outros aviões os seguiam. A cada sete segundos um pára-quedista saltava.

A formação alcançou sincronia perfeita e foram feitas fotos e vídeos incríveis dos homens morcego cruzando o céu dos EUA.

Havia pessoas de todos os continentes saltando, inclusive um brasileiro que colaborou na formação.

Mais imagens no HypeScience.