Faulhaber: ?Informação?.

O Comitê Gestor da internet no Brasil (CGI.br) – órgão que coordena as iniciativas de serviços internet no País – lançou ontem, em São Paulo, o site antispam.br. A iniciativa tem como objetivo informar os usuários e os administradores de redes sobre o combate ao spam, suas implicações e formas de proteção. ?Um dos objetivos do CGI.br é promover a adequada utilização da internet pela sociedade e o uso responsável do e-mail?, explica Henrique Faulhaber, conselheiro do CGI.br e coordenador da Comissão de Trabalho Anti-spam do CGI.br.

Segundo o Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br), mantido pelo CGI.br, em janeiro de 2006 foram reportadas espontaneamente 286,7 mil mensagens não solicitadas, número 46% superior às notificações recebidas no mês anterior. No total, em 2005, foram enviadas ao CERT.br 2,4 milhões de reclamações de spam.

?Entre as tarefas mais importantes no combate ao spam estão a informação e educação para usuários, empresas e administradores de redes sobre a questão?, afirma Faulhaber, ao tratar da motivação para o desenvolvimento do site. Dividido em duas áreas distintas, uma para usuários e outra específica para administradores de redes, o site antispam.br constitui uma fonte de referência sobre o combate ao spam, suas implicações e formas de prevenção.

O site antispam.br é uma iniciativa da Comissão de Trabalho Anti-Spam (CT-Spam), que tem como missão propor e coordenar uma iniciativa nacional contra o abuso no envio de e-mails não solicitados, articulando um conjunto de ações que possa mobilizar os diversos atores relevantes envolvidos no tratamento desse problema. (DD)