O Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) lança, em 1.º de junho, a pedra fundamental do Centro Tecnológico de Caprinovinocultura, no município de Sertânia (PE), no semi-árido nordestino. De acordo com o MCT, o objetivo é orientar criadores da região para o funcionamento sistêmico da cadeia produtiva de caprinos e ovinos. O centro também pretende contribuir para o aumento da produção de carne e leite e para a melhoria da qualidade dos produtos. Com isso, espera-se elevar a renda da população local. O Centro Tecnológico de Caprinovinocultura será construído em uma área cedida pela Prefeitura de Sertânia, onde já existe um imóvel que será reformado e ampliado para abrigar quatro salas de aula, unidades de processamento de derivados de carne e leite e um laboratório de físico-química e microbiologia para controle de qualidade dos produtos fabricados. No local, serão produzidos leite pasteurizado e derivados, assim como derivados de carne. Serão oferecidos também cursos de curta duração para capacitação tecnológica dos produtores locais. No primeiro ano de funcionamento, a proposta é capacitar 240 técnicos.