A necessidade de maior conhecimento sobre sustentabilidade corporativa é um desejo de 85% dos alunos entrevistados em pesquisa feita pelo Núcleo de Responsabilidade e Sustentabilidade do ISAE/FGV. O estudo entrevistou 21% dos alunos da instituição, entre eles, 84% considera importante a inclusão do tema nos MBAs ofertados.

Além disso, 50% dos entrevistados dizem ter acesso ao tema por notícias de jornais e na mídia em geral, e 85% considera essencial a inclusão do conceito na empresa que trabalha ou em seus próprio negócio. Para Ligia Martins, coordenadora do Núcleo, a importância de entender as necessidades dos alunos nesta área é subsídio para ações futuras.

Por muitas vezes distante das salas de aulas convencionais, o tema hoje permeia a arena empresarial. Mais do que agradar a acionistas, as empresas hoje precisam incluir valores sustentáveis em seus projetos, rever processos muito agressivos ao meio ambiente e procurar oferecer ao cliente alternativas mais coerentes com a fase atual do planeta.

Um bom exemplo dessa preocupação com a sustentabilidade na vida pessoal é o aluno Rafael Tardivo. Aluno do MBA em Gerenciamento de Projetos, ele sempre vem para as aulas de bicicleta. “Além da questão ambiental, ganho tempo e qualidade”. Para Rafael, a abordagem do tema em sala de é importante para a formação executiva. “Hoje é importante conhecer as melhores práticas e ter uma noção de como o assunto é tratado
no universo corporativo”.

Samuel Koch, diretor comercial da rede de hotéis Praiatur, fez da sustentabilidade um diferencial de seu negócio. Ex-aluno de MBA no ISAE/FGV, ele aplica estes conceitos em seu trabalho. Seus hotéis, que ficam em Santa Catarina, são todos projetados para o racionamento de recursos naturais como água e energia. Nas cozinhas, existem biodigestores para transformar restos de comida em adubo e todos os produtos de limpeza utilizados são biodegradáveis. O tratamento do esgoto é feito nos próprios hotéis e a maior parte da energia usada é solar. Já a água da chuva é captada para ser utilizada nos jardins e vasos sanitários.

Todas estas ações são divulgadas para os hóspedes e possíveis clientes. Para Samuel, estas esta preocupação agregam valor ao negócio e transmite confiança ao cliente. “Acredito que isso transmite confiança na gestão do negócio”.