A águia careca americana, símbolo nacional dos Estados Unidos, vai sair da lista de espécies em extinção este ano, informou Craig Manson, subsecretário do Interior para parques, peixes e vida selvagem. “Não está mais ameaçada, mas ainda precisa de proteção especial e é preciso se concentrar na sua recuperação”, disse ele. O alarme para a extinção da águia foi dado na década de 60, quando se registraram apenas 417 casais capazes de se reproduzir, mas nada foi feito e, em 1978, a espécie estava ameaçada em 43 dos 50 estados americanos, um número que aumentou para 48 em 1995. Os vilões eram fazendeiros que as matavam para proteger suas criações e o uso indiscriminado de inseticidas, que enfraqueciam a casaco dos ovos e abortavam os filhotes. Um severo programa de proteção e a consciência da população de que a águia americana poderia desaparecer permitiu que se evitasse a extinção. Hoje existem registrados 7.678 pares de águias carecas em território norte-americano.