Trabalhar será a forma como muitas mulheres vão passar o Natal este ano. Por desempenharem funções essenciais para a população ou por estar em serviços que não param, elas não vão ter folga nesta data.

São profissionais da saúde, policiais, guardas municipais, agentes de trânsito, garçonetes, cozinheiras, camareiras e recepcionistas, entre outras profissões, que necessitam de dedicação mesmo em uma data que é de folga para a maioria das pessoas.

Quem vai trabalhar se programa da maneira como pode para não deixar a data passar em branco. A chefe do serviço de enfermagem do Hospital Vita Curitiba, Vanessa Barros da Silva, é uma das mulheres que vai passar a noite de Natal no trabalho.

Os profissionais da área participam de uma escala, que estabeleceu quem vai trabalhar no Natal e no Ano Novo. “Quando o profissional opta pela área da saúde, sabe que não terá feriados ou o fim de ano como antes. Época de Natal e Ano Novo é também época de trabalhar. No meu caso, trabalho no Natal e folgo no Ano Novo”, explica.

Ela conta que cada estabelecimento de saúde, nestes casos, adota uma ação diferente para os funcionários. Em alguns hospitais, há oferta de ceia para quem trabalha na noite de Natal; em outros, os profissionais organizam o próprio jantar e até promovem amigo secreto. Apesar de estarem trabalhando, todos tentam fazer com que a noite seja especial.

Felipe Rosa
Pela primeira vez, Vânia vai passar o Natal trabalhando, mas espera poder aproveitar bem o almoço do dia 25 com a família.

Como Vanessa vai trabalhar, o encontro com a família para celebrar o Natal vai acontecer no dia 26, inclusive com a troca de presentes. Para o Ano Novo, a programação será uma viagem para Santa Catarina. “Vejo tudo isto de maneira tranquila, pois foi uma opção minha ao escolher a enfermagem. Minha família também é compreensiva”, conta.

Ao contrário de Vanessa, que já está acostumada a passar o Natal trabalhando, a auxiliar de cozinha Vânia Andressa dos Santos terá esta experiência pela primeira vez neste ano.

Ela vai ajudar a preparar a ceia no Ernesto Ristorante. “É a primeira vez que vou passar o Natal no trabalho, mas não fiquei chateada porque gosto do meu trabalho e vale à pena”, esclarece.

Como o restaurante vai oferecer a ceia de Natal para clientes, ela vai ficar à disposição até o fim do expediente, quando não houver mais demandas na cozinha. Somente depois disto ela vai para casa.

A esta altura, a família já vai estar descansando após a ceia. Mas Vânia promete que a celebração do Natal com todos juntos e com a sua presença será no almoço no dia 25.

“Vou preparar o almoço no dia 25, quando também vai acontecer a troca de presentes. A família aceitou bem o fato de eu passar a noite de Natal longe”, comenta.

Só durante o dia

Ivonaldo Alexandre
Lilyan não vai trabalhar na noite de Natal, mas vai estar no serviço todos os dias do feriado em horário comercial.

A agente de trânsito Lilyan Vidal, vinculada à Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), por sua vez, vai trabalhar normalmente hoje, amanhã e nesta quarta. Nada de folga, mesmo com o trânsito de Curitiba um pouco mais tranquilo com a enorme quantidade de pessoas que deixa a cidade nesta época.

São 16 anos trabalhando diretamente com o código de trânsito e Lilyan já teve que pass,ar muitos feriados e datas especiais longe da família. “De 2011 para 2012, passei a virada do ano no trabalho. Era meia-noite quando eu registrei a minha entrada”, lembra.

Desta vez, pelo menos no Natal, ela vai conseguir fazer a ceia à noite com a família, em casa. “A família está acostumada, mas cobra a presença, principalmente os filhos. Mas conto com a colaboração da família para ajudar a organizar tudo. Amanhã estarei em casa apenas à noite”, afirma a agente de trânsito.

No dia 25, Lilyan almoça com a família e entra no trabalho às 14h. Também será corrido, mas ela ainda terá tempo de ficar um pouco em casa. “Já me habituei em trabalhar no Natal ou no Ano Novo. No entanto, se pudesse optar e ter mais tempo com a família, eu gostaria de ficar mais. Há esta necessidade do trabalho e sempre me prontifiquei de trabalhar nestas datas”, esclarece.