Toda mulher, mesmo que instintivamente, sabe os milagres que os saltos são capazes de operar em questão de segundos: postura ereta, batatas da perna alongadas, assim como o resto dela, bumbum empinado e peito lá na frente. É lindo.

E você com certeza deve saber escolher os modelos mais confortáveis e adequados ao seu tipo físico. Mas, nós adoramos dar nome aos bois. E por isso preparamos essa espécie de dicionário ilustrado do salto.

Suba nas tamancas e corra ler!

Sabrina
É um dos saltos popularizados pela nossa diva suprema Audrey Hepburn. No filme Sabrina, o modelo que ela calçava foi tão comentado e tão imitado que acabou batizado com o mesmo nome. Ele é fino, com formato de um V, sendo a base a parte larga, e não pode ultrapassar os cinco centímetros.

Fica lindo com calças de qualquer modelo e altura, vestidos e saias.

Anabela
Entre os saltos lindos, e por isso usáveis, ele é o mais confortável. Os médicos também gostam e até o recomendam. Sua característica marcante é o bloco que forma uma plataforma reta, desde o calcanhar até a base dos dedos.

Fica lindo de qualquer jeito. Em sandálias abertas, combina com saias e vestidos. Com calças, de qualquer comprimento e modelo, ele alonga as pernas e dá excelente postura. Sem contar que é um parceiro e tanto no dia a dia, já que nos permite caminhar muito sem perder a pose.

Agulha, ou Stiletto
Terror absoluto de qualquer pé. Exorcizado pelos ortopedistas. É o mais fino, sexy e lindo dentre todos. Finíssimo e muito alto, ele pode chegar a incríveis 10 centímetros!, deixa os pés curvados, destacando a parte de cima.

É perfeito para usar com calças longas ou curtas, skinnys, shorts, saias e vestidos em comprimentos mini e saias lápis.

Como ele não é o rei do conforto, deixe para usá-los nas ocasiões em que não permanecerá muito tempo em pé.

Plataforma
Versátil, pode se apresentar de duas maneiras: com saltos retos e uma porção de sola na parte da frente, logo abaixo dos dedos; ou junto com o salto anabela, formando um bloco único desde o calcanhar até a ponta dos dedos.

Sua altura pode ser tão variada quanto as estampas e acabamentos que costumam dar a ele. As japonesas são suas maiores fãs e o usam de um jeito divertido, e altíssimo.

Fica bem com calças, saias e em looks esportivos, punks ou futuristas.

Carretel, ou Luis XV

Esse salto, quem diria, se tornou popular nos pés de um homem. Mas não de um qualquer: foi o monarca francês Luis XV, vulgo Rei Sol, o primeiro a vestir um sapato cujo salto era grosso e se abria na ponta, criando um desenho inusitado, semelhante a um carretel. Toda a corte francesa adotou o estilo que sobrevive até hoje. Normalmente, ele não ultrapassa os quatro centímetros.

Fica bem em sapatos em estilo masculino e mules e usado com calças ou saias e vestidos longos. Muitas sapatilhas tem adotado a versão mais baixa dele. Elas ficam bem, principalmente, com shorts, saias, vestidos e bermudas.

Vírgula

É o salto da moda, que conquistou o hemisfério norte no último inverno e também aportou por aqui. Tem a base arredondada e mais larga junto ao calcanhar e levemente curva na sua altura.

Apareceu pela primeira vez no desfile da coleção outono/inverno 2006/2007 da Balenciaga. Mas foi a criação de Miucia Prada no ano passado que transformou o salto em objeto de desejo.

Ele é usado em botas, sandálias e escarpins. Em versões baixas, médias ou altíssimas.