Fechar busca

Segurança

Quadrilha especializada

Operação policial termina com cinco suspeitos presos e nove veículos recuperados

Ação aconteceu na noite desta quarta-feira (19), no bairro Atuba, em Curitiba, e também em Colombo, na Região Metropolitana

  • Por Paula Weidlich
Ao todo, nove carros foram recuperados na operação. Foto: Átila Alberti

Cinco pessoas foram presas e nove carros recuperados em uma operação realizada na noite de quarta-feira (19) pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), envolvendo duas situações distintas, ocorridas simultaneamente no Atuba em Curitiba e também, em Colombo, no bairro Alto Maracanã. Os números de furtos e roubos de carros na capital têm deixado a população em alerta. Somente entre os meses de janeiro e março deste ano, os ladrões levaram uma média de 26 veículos por dia, o que significa mais de uma ocorrência por hora.

No Atuba, com os três suspeitos detidos, a polícia encontrou três caminhonetes Toyota Hilux, dois utilitários Fiat Fiorino, um veículo Peugeot 206 e uma picape Volkswagen Amarok, todos frutos de roubos e furtos. Os veículos estavam em um barracão de uma oficina, usada pela quadrilha para adulterar e esquentar os carros, que eram vendidos e voltavam para as ruas com placas clonadas e documentos falsos.

“Através de investigações, a delegacia chegou a uma oficina e lá havia três caminhonetes em seu interior. Com uma perícia realizada no local, constatou-se que eram caminhonetes roubadas e já adulteradas para comércio e prática de outros crimes. Lá, foi localizado o proprietário do barracão, uma pessoa que estaria intermediando a venda destes veículos, e no momento em que os policiais estavam fazendo esta operação, uma outra pessoa chegou com mais dois veículos, para serem adulterado e remarcados os sinais identificadores”, explicou o delegado-titular da DFRV, Wagner Holtz.

Ainda de acordo com o delegado, pelo modo como operava, a polícia acredita que a quadrilha atua há bastante tempo na capital e que tenha funções definidas para cada um entre seus integrantes. Com preferência por caminhonetes e carros de transporte, coincidência ou não a maioria de cor branca, os carros roubados por eles não eram desmanchados, mas esquentados.

“Era um pessoal organizado, com cada um em suas funções delimitadas para praticar o crime de furto e roubo de veículos. E mais pessoas podem estar envolvidas, acreditamos que alguém fornecia e adulterava os documentos para eles”, observa Holtz. Dos três suspeitos presos autuados por receptação, um permanece detido e outros dois foram liberados após pagarem fiança.

Colombo

No Alto Maracanã, os policiais recuperaram um VW Jetta e um Fiat Punto, com um casal de suspeitos. Além destes veículos roubados recentemente, também estava com eles um Fiat Palio usado para cometer outros crimes. Segundo a DFRV, o foco deles era o roubo e furto de carros de luxo.

A mulher envolvida nos crimes foi autuada por receptação, pagou fiança e foi solta. Já seu marido, permanece preso, com o agravante de ter sido reconhecido por uma das vítimas como um dos autores do roubo, à mão armada. Todos os veículos recuperados estão no pátio da delegacia especializada.

Alívio

Um dos carros recuperados era a caminhonete de Dionísio, que ficou aliviado de encontrar o veículo inteiro. Foto: Átila Alberti

Um dos carros recuperados era a caminhonete de Dionísio, que ficou aliviado de encontrar o veículo inteiro. Foto: Átila Alberti

Para o mecânico Dionísio, 47, encontrar inteira sua caminhonete roubada no fim da manhã da última terça-feira (18), no Umbará, foi um misto de alívio e surpresa. “Eu estava estacionado no pátio da oficina e eles entraram lá dentro, dois rapazes, cada um com uma pistola, pediram a chave e a levaram. Foi terrível, só hoje deu uma aliviada, quando vi ela aqui. Eu estava passado aqui na frente, vim no contador e resolvi passar em frente à delegacia, nem acreditei quando vi ela aqui. Achei que nunca mais a veria. Colocaram placa de Londrina, a placa dela é de Fazenda Rio Grande, mas só isso. Tem que dar parabéns para a polícia, eles fazem o que podem”.

Outra vítima, o advogado Samuel Alves de Carvalho, 32, também teve a sorte de conseguir reaver seu Jetta, roubado na manhã de quarta-feira (18) no Boa Vista. “Eu estava saindo de casa para o trabalho, eles me abordaram na esquina de casa, eram quarto elementos em outro carro roubado. Um estava armado e outro deu voz de assalto e assim, eles levaram o carro. Foi o maior susto, mas tem que entregar o carro, sem nenhuma reação, com uma arma apontada para a cabeça, não tem o que fazer. Agora sensação é boa, o carro tá inteiro e foi recuperado bem rápido”.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

4 Comentários em "Operação policial termina com cinco suspeitos presos e nove veículos recuperados"


Crítico de Loanda
Crítico de Loanda
2 meses 5 dias atrás

É revoltante como estão tratando a segurança neste país! Os políticos, os estrategistas, a polícia, enfim a sociedade organizada ainda não perceberam que um país seguro atrai o desenvolvimento sócio-econômico? Eu diria que a segurança tem que ser tratada com muita seriedade e prioridade.

Mário
Mário
2 meses 5 dias atrás

Não é n culpa da polícia e sim do estado e do legislativo

Polícia e subordinada ao estado . Sem estrutura . Ninguém trabalha . Sem leis e autonomia para a polícia tbm não .

José Pankie
José Pankie
2 meses 5 dias atrás

Enquanto os “honestos congressistas” continuarem a fazer as leis fica difícil alguém ficar na cadeia. Ainda mais punindo juiz e procuradores por abuso da interpretação da lei, vai levar o país ao caos.

BroDhi
BroDhi
2 meses 5 dias atrás

tem que começar matar essa raça de bandidos, extermínio é a solução, só assim para dar fim nessa ladroagem…

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas