enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Caso chocante

Mulher encontrada esquartejada e carbonizada pode ter sido morta por marido

Mauro Sampietri foi preso na última sexta-feira (10) por ser o principal suspeito de ter cometido o crime, ocorrido no final de janeiro

  • Por Lucas Sarzi
Corpo de Claudete foi encontrado esquartejado e carbonizado no dia 21 de janeiro. Foto: Giuliano Gomes

As investigações da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) sobre a morte de Claudete Bohme Sampietri, 59 anos, achada queimada em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), podem levar à descoberta de uma tragédia em família. O marido dela, Mauro Sampietri, 59, foi preso nesta sexta-feira (10) como principal suspeito do crime.

Embora a DHPP não se posicione sobre as investigações, a  Tribuna do Paraná apurou que a suspeita é de crime passional. Os motivos do assassinato podem estar ligados ainda à separação do casal.

Claudete desapareceu no dia 18 de janeiro. Foto: Reprodução

Claudete desapareceu no dia 18 de janeiro. Foto: Reprodução

Claudete desapareceu no dia 18 de janeiro. Três dias depois, parte do corpo da mulher foi encontrada em chamas no cruzamento das ruas Rio Cubatão com a Rua Rio Javari, no bairro Weissopolis. No dia, os policiais não sabiam de quem se tratava porque não era possível a identificação.

Para a família, Claudete continuava desaparecida, pois ninguém sabia que o corpo achado em Pinhais era o dela. A pedido da família, alguns programas de TV chegaram a divulgar foto da mulher, pedindo ajuda com informações sobre o paradeiro dela. A identificação de Claudete foi descoberta, pelo Instituto Médico-Legal (IML), através de exames de DNA.

Sangue encontrado na residência

O corpo de Claudete foi encontrado totalmente carbonizado, mas sem a cabeça, braços e as pernas. Naquele dia, a perícia já tinha evidências que indicavam que a vítima tinha sido morta e esquartejada em outro local e que a parte do corpo tinha sido apenas abandonada na região.

Com a identificação de Claudete, os policiais começaram as investigações montando um verdadeiro quebra-cabeça sobre o que poderia ter acontecido. A suspeita ficou mais forte quando a Polícia Civil descobriu, através de familiares, que a mulher – que estava casada há 30 anos –, pretendia se separar do marido.

Mauro foi preso em casa, no bairro Cajuru, em Curitiba, depois que um produto utilizado pela polícia, conhecido como luminol, indicou a presença de sangue na residência. O material coletado ainda deve passar por perícia para confirmar de quem era o sangue.

Faltam detalhes sobre o crime

Como ainda não foram encontradas as outras partes do corpo de Claudete, a polícia deve estar tomando o cuidado para se posicionar no momento certo. Um dia após o desaparecimento, Mauro teria assado uma carne na churrasqueira de casa. Até que seja encontrada ou não alguma parte do corpo da mulher, não está descartada, para a polícia, a possibilidade de que o homem tenha assado as partes do corpo da esposa.

Alguns familiares e amigos do casal já foram ouvidos pela DHPP. Claudete e Mauro tinham três filhos e a DHPP deve ouvi-los também. Informações que possam colaborar com o trabalho da DHPP podem ser passadas através do disque-denúncia da delegacia, pelo telefone 0800-643-1121.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

3 Comentários em "Mulher encontrada esquartejada e carbonizada pode ter sido morta por marido"


Ronnet
Ronnet
1 ano 1 mês atrás

O suposto assassino é suspeito de ter matado os pais há anos. A incompetência da Polícia e do Judiciário causou mais essa morte, além de não punir as outras duas.

Dan Shit
Dan Shit
1 ano 1 mês atrás

Que cara doente meu Deus!!! Esse vai passar o restinho da vida dele na cadeia e depois direto para o colo do capeta.

Marclawyer 1970
Marclawyer 1970
1 ano 1 mês atrás

Alguém ainda duvida que foi o lixo do marido? Pena capital já!!!

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas