enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Monstro!

Condenado a 70 anos, homem é preso suspeito de abusar de menina de 11 anos

  • Por Lucas Sarzi

Mesmo com uma condenação de 70 anos de prisão, Rolandi Auriliano da Silva, de 46 anos, estava solto. Ele foi preso pela equipe do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente (Nucria), na manhã desta sexta-feira (17), suspeito de abusar uma menina de 11 anos em dezembro de 2016, além de tentar estuprar uma jovem de 19 anos um mês antes.

Os crimes, segundo a polícia, aconteceram na casa do homem, no bairro Ferraria, em Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Com ele, a polícia apreendeu um celular roubado de uma das vítimas.

Foto: Felipe Rosa.

Foto: Felipe Rosa.

As investigações começaram quando a família da criança abusada sexualmente registrou um boletim de ocorrência (B.O), relatando que a criança tinha sido abusada sexualmente. O crime aconteceu quando a menina seguia para a escola que estudava, no bairro Cidade Industrial de Curitiba (CIC).

Conforme informações levantadas pela equipe, no dia do fato, o suspeito estava dirigindo um Siena, mas parou o carro e foi em direção a garota. “Ele a arrastou até o carro com extrema violência, utilizando de força corporal para consumar o fato”, contou o delegado Tito Lívio Barrichello.

Atrás dos passos

Depois do crime, a criança abusada sexualmente ficou aproximadamente 30 dias internada em um hospital de Curitiba. Durante as diligências, a polícia localizou um B.O registrado em novembro de 2016, por uma jovem de 19 anos, que relatava uma situação semelhante a que equipe investigava.

“Ambas as vítimas foram atacadas numa sexta-feira, no mesmo horário e na mesma região da CIC. Tanto a criança, quanto a jovem, foram arrastadas para dentro do veículo do suspeito, que já estava com o banco traseiro abaixado, provavelmente para facilitar o estupro”, explica o delegado.

A jovem não chegou a ser abusada pelo homem, porque ela entrou em luta corporal com o autor e o homem só conseguiu levar dela um celular. Os policias passaram a trabalhar em cima do caso e relacionar as situações já que, segundo o Nucria, as ações eram basicamente iguais.

“Ele a arrastou até o carro com extrema violência, utilizando de força corporal para consumar o fato”, contou o delegado Tito Lívio Barrichello sobre a criança abusada sexualmente, juntamente com a delegada Patrícia Conceição da Paz.

“Ele a arrastou até o carro com extrema violência, utilizando de força corporal para consumar o fato”, contou o delegado Tito Lívio Barrichello sobre a criança abusada sexualmente, juntamente com a delegada Patrícia Conceição da Paz.

Passado complicado

Durante as investigações, as duas vítimas reconheceram o suspeito, confirmando as suspeitas dos policiais. O Nucria acredita que o suspeito tenha praticado mais crimes de estupro, devido ao seu modo de agir violento e organizado. Rolandi já cumpriu 14 anos de pena no Sistema Prisional, por associação criminosa, mas possui condenação de 70 anos de reclusão, por assalto a bancos e joalheiras.

Na delegacia, Rolandi Silva confessou o crime e foi indiciado por estupro de vulnerável, devido ao crime praticado contra a menina de 11 anos, e tentativa de estupro e roubo, referente a ação criminosa contra a jovem de 19 anos. Se condenado, poderá pegar pena superior a 20 anos de prisão. Ainda conforme o delegado, a vida criminosa do homem envolve crimes de furto, roubo, estelionato, tráfico de drogas e falsificação de documento público.

Sem medo

Para a Polícia Civil, novas vítimas devem aparecer ao reconhecer Rolandi pelas imagens. “É importante que as vítimas não tenham medo de denunciarem os atos. Nós estamos aqui para encontrar os suspeitos e puni-los”, alertou a delegada Patrícia Conceição da Paz, também do Nucria. O telefone da delegacia é o (41) 3270-3370.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

8 Comentários em "Condenado a 70 anos, homem é preso suspeito de abusar de menina de 11 anos"


Marcos
Marcos
4 meses 17 dias atrás

Estes tipos de crimes merecem a morte, quando abusam sexualmente de pessoas. É só matar, nem precisa judiar do criminoso e ele não vai dar nenhuma despesa para a coletividade.

Antonio Benedito
Antonio Benedito
8 meses 5 dias atrás

Sei que muitos podem achar errado, até entendo que é falta de estudo por não serem formados em direito. Mas o STF foi ótimo na decisão em que presos devem ser respeitados e o Estado deve idenizar caso os mesmos sofram nas prisões.

Danilo
Danilo
8 meses 5 dias atrás

E estava solto pq? Depois tem gente contra pena de morte…

Нилцеу
Нилцеу
8 meses 5 dias atrás

Pq. nõo fazem a tal castração química, no sujeito??
Daí ele seria só mulherzinha, do Ditão!!!

Нилцеу
Нилцеу
8 meses 5 dias atrás

*não

sidnei
sidnei
8 meses 5 dias atrás

E depois de tudo isso ainda está vivo esse lixo?

fernando
fernando
8 meses 5 dias atrás

Depois disso tudo além de vivo esse lixo estava solto ainda e cometeu estupro com uma moça de 19 anos e mais com essa menina de 11 anos. Seria bom se matasse esse monstro logo.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas