Fechar busca

Política

Lava Jato

Dono da JBS relata propina milionária, mensalinho e mais de 20 encontros com Temer

Em delação, Joesley Batista diz que relação de quase uma década teve mesada a ex-ministro e até pagamento para melhorar a imagem do presidente na internet

  • Por Gazeta Do Povo
Joesley Batista relatou em delação que o presidente Michel Temer teria dado aval para a compra de silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Foto: Ayrton Vignola/Estadão Conteúdo

O dono da JBS, Joesley Batista, delatou o pagamento de mais de R$ 6 milhões de propina a pedido de Michel Temer, o acerto do repasse de outros R$ 50 milhões e mais de 20 encontros com o presidente da República. Estes pontos constam do resumo da delação premiada do empresário, homologada e com sigilo retirado pelo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin. As informações são do site Antagonista.

Joesley revela ter sido apresentado a Temer pelo ex-ministro da Agricultura, Wagner Rossi, que se definiu como afilhado político do atual presidente da República. O encontro aconteceu no escritório de Temer em São Paulo e, partir dali, os dois “trocaram telefones celulares e passaram a manter um relacionamento pautado por interesses comuns”.

Leia mais: o que vai acontecer se Michel Temer cair? 

A partir dali, segundo o empresário, foram mais de 20 encontros nos escritórios do político em São Paulo e no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente da República, em Brasília. Nestas conversas, Jesley diz acertado doações em nome duas empresas indicadas por Temer. A primeira recebeu um repasse R$ 2 milhões e outro de R$ 1 milhão; a segunda, um pagamento de R$ 240 mil dividido em três vezes. Todas as operações foram feitas em 2010 e estão registradas em notas fiscais anexadas à delação.

Joesley diz ter feito, a pedido de Temer, pagamento de “mensalinhos” a Wagner Rossi e Milton Ortolan quando eles deixaram o ministério da Agricultura, em 2011. Rossi, titular da pasta, recebeu R$ 100 mil por mês. Ortolan, secretário-executivo, embolsou R$ 200 mil por mês, de acordo com o delator. O benefício durou um ano.

Em 2012, Joesley relata ter pago R$ 3 milhões em caixa 2 para a campanha de Gabriel Chalita a prefeito de São Paulo. Tudo registrado em planilhas anexadas ao acordo.

Já às vésperas de assumir a presidência, Michel Temer teria voltado a se socorrer no empresário. Joesley diz ter recebido do peemedebista o pagamento de R$ 300 mil para marketing político na internet, onde estava sendo duramente atacado. O pagamento teria sido feito em espécie a Elsinho Mouro, marqueteiro de Temer.

A gravação da conversa com Michel Temer, em março deste ano, ocorreu já em um momento em que a relação entre o empresário e o presidente não era tão próxima. O encontro foi intermediado pelo deputado federal afastado Rodrigo Rocha Loures.

Uma semana depois, Rocha Loures e Batista se reencontraram para discutir uma interferência do deputado no Cade, para aprovar a mudança da sede da JBS para os Estados Unidos. Também teria sido tratado ali o pagamento parcelado de R$ 50 milhões a Temer.

A primeira entrega, de R$ 500 mil, em abril deste ano, foi feita a Rocha Loures por outro executivo da JBS, Ricardo Saud. A operação toda foi registrada pela Polícia Federal, já dentro do acordo de delação premiada com a empresa. A entrega foi filmada e o dinheiro estava com rastreador.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

13 Comentários em "Dono da JBS relata propina milionária, mensalinho e mais de 20 encontros com Temer"


ulysses freire da paz jr
ulysses freire da paz jr
4 dias 3 horas atrás

Quando o capital dita a moral é natural ser venal.

A história corrompida pereniza a corrupção, solapa a ordem social, a família e a vida, mas a verdade cura, liberta e pacifica. https://plus.google.com/117780186646962901957/posts/KtN2xwQdBSF

gilson gonçalves
gilson gonçalves
4 dias 3 horas atrás

Rocha Loures estava em um evento que premiou o Prefeito de São Paulo JOÃO DORIA, fiquem de olho nele pois é um pretenso candidato a Presidente.

Corisco
Corisco
4 dias 6 horas atrás

Legal….boa a estratégia do Temer…verdadeiro fura “zóio’…..fazia a roubalheira toda e soltava o papo que a Friboi era do filho do LULA….quiahhhhhh….quiahhhhhh….quiahhhhh

Rubão
Rubão
4 dias 7 horas atrás

O POVO QUER SABER; PORQUE ESTA EMPRESA CRESCEU 3000% NOS GOVERNOS DO PT!?!?PORQUE BNDES BANCO PUBLICO EMPRESTOU 8 BILHÕES A JBS E O MESMO EXPANDIU SE NO EXTERIOR COMPRANDO MAIS DE 65 FRIGORIFICOS NOS USA E TEM HOJE SUA SEDE NA HOLANDA.”DÊ NOMES AOS BOIS” CUPÂNHERO!

Corisco
Corisco
4 dias 6 horas atrás

A casa caiu … sentimento de quem foi enganado…estragou todas as panelas da mulher…a coxinha não pagou o prejuízo…futebolizando a politica para justificar sua ira contra o PT…todos tem que pagar, inclusive o teu golpista…..

Gui Pie
Gui Pie
4 dias 7 horas atrás

A TA… O JORNALISTA QUE DEU O “FURO” É VERMELHINHO… AS DELAÇÕES REFERE SOMENTE AO OCORRIDO AGORA. BNDES DEU GRANA NO PERÍODO DO LULA E DILMA… CADÊ OS RESTO DAS DENUNCIAS. QUERO TODOS NA CADEIA.

Corisco
Corisco
4 dias 6 horas atrás

Legal…se denuncia o golpista, então é vermelhinho…reveja teus conceitos…todos tem que pagar…vermelho, azul, verde, etc… e o que está em pauta no momento é o teu presidente golpista…alías…bem oportunista e cara de pau….assumiu como presidente fazendo mais m**** que a outra……

Rubão
Rubão
4 dias 7 horas atrás

Presidente da republica perdeu oportunidade de mostrar sua autoridade. Deveria ter solicitado aos seus agentes prisão em flagrante do meliante que a altas horas trazia uma conversa desconexa ,coisa sem sentido pra aquela hora.”Dar panos pra mangas” dá nisso, tipo NÃO PRENDE-LO EI !

Paulo
Paulo
4 dias 4 horas atrás

Rubão boa tarde!! foi no governo do PT mas quem autorizou e intemediou foi Ministro do PMDB Wagner Rossi e o MT levaram mais de 60.000,000,00 então um governo não é do PT como foi tam bém com o PSDb à vários de outros partidos

Corisco
Corisco
4 dias 6 horas atrás

Cego, surdo e alienado….avança Brasil….

Rubão
Rubão
4 dias 7 horas atrás

JO ÉS LEI ,,, agiu erradissimamente quando foi a casa do presidente da republica, casa esta que é concedida a autoridade máxima do pais pelo cargo que ocupas, sendo acoitado pelas suas atitudes de um forasteiro de arma em “riste'(gravador) contra chefe da nação. O serviço de inteligência falhou!

Corisco
Corisco
4 dias 6 horas atrás

Cego, surdo e alienado….avança Brasil….

joao carlos ribeiro
joao carlos ribeiro
4 dias 4 horas atrás

Quem faz a ocasião é o ladrão.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas