Fechar busca

Paraná

Sem concorrência

CPI denuncia cartel entre empresas de ônibus

Caso confirmada a irregularidade, será aberto um processo administrativo

  • Por Leilane Benetta

A Comissão de Auditoria da CPI da Urbs protocolou no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) denúncia de suposta ocorrência de cartel entre as empresas que participaram da licitação dos três lotes do transporte coletivo de Curitiba. O órgão público confirmou o recebimento da denúncia e vai verificar se é infração de ordem econômica, se é de competência do Cade e se existem indícios que a conduta está sendo executada. Caso confirmada irregularidade, será aberto processo administrativo.

De acordo com André Machado, membro da Comissão de Auditoria, foi protocolada em Brasília a denúncia de conluio entre as empresas e poder público, beneficiando empresas que já operavam o sistema. “Há indícios de conluio para que a concorrência não pudesse ocorrer, dificultando a participação de outras empresas”, afirma.

Mesma família

Entre os indícios do cartel, segundo Machado, está a formação dos consórcios que operam os três lotes. “26 pessoas em três lotes são da mesma família (Gulin). Fora os que são sócios das pessoas jurídicas – isso a gente ainda não tem, mas já foi feita essa solicitação para a Urbs via CPI”. Auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR) detectou sinais de cartelização.

A intenção é que a licitação seja anulada e o poder público assuma o transporte coletivo. “A ideia é que se anule essa licitação e os contratos, para que o poder público assuma de forma interina até nova licitação ou monte empresa pública para administrar o sistema”, ressalta.

Em nota, o Sindicato das Empresas de ânibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) informa que as empresas que participaram da licitação são “terceiros de boa-fé, que atenderam as exigências do edital publicado pela Urbs”.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

7 Comentários em "CPI denuncia cartel entre empresas de ônibus"


André G
André G
3 anos 2 meses atrás

Familia Gulin monta o proprio edital e a Dataprom nem licitação precisou…só agora isso foi levantado? Cadê os responsáveis?? Vergonha!!

kareculas J. K. R
kareculas J. K. R
3 anos 2 meses atrás

Como são espertos qual sera a próxima descoberta? Saberemos no próximo capítulo

erionaldo barros
erionaldo barros
3 anos 2 meses atrás

Brilhante descoberta,gde. novidade,parabéns gênios da CPI,só o povo curitibano, que a décadas, é obrigado a enriquecer esse cartel,sabia,e vcs políticos que nunca fizeram nada, p proteger a população, afinal conseguiram descobrir?Comemoremos…

erionaldo barros
erionaldo barros
3 anos 2 meses atrás

Brilhante descoberta,grande novidade,parabéns gênios da CPI,só o povo curitibano, que a décadas, é obrigado a enriquecer esse cartel, e vcs políticos bandalheiros,que nunca fizeram nada, p proteger a população, afinal conseguiram descobrir?

adriano stacheczyn
adriano stacheczyn
3 anos 2 meses atrás

Não é só culpa do cartel gulin do transporte em Curitiba lembrem do senhor fas de contas Beto richa ,marcos isfer,urbs que bolaram esse edital tendencioso que só favoreceu as mesmas que ai estão não tem problemas ano que vem tem eleições .

o mais vitorioso do Brasil
o mais vitorioso do Brasil
3 anos 2 meses atrás

vão arder no fogo do inferno, com certeza

André G
André G
3 anos 2 meses atrás

Será que a DATAPROM e a turminha do ICI vai devolver a grana superfaturada $$$ ? Mais uma corrupção vergonhosa da nossa politica desonesta!! Dinheiro para construção de Viadutos, Trincheiras não tem, mas encher o bolso dessas empresas corruptas tem !

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas