enkontra.com
Fechar busca

Mundo

David Cameron caminha na Paulista e faz piada sobre o clima

O primeiro-britânico, David Cameron, disse hoje em São Paulo que os Jogos Olímpicos que seu país organizou este ano e os que o Brasil abrigará em 2016 são uma gigantesca oportunidade para incrementar a relação comercial e de investimentos entre os dois países.

Na sede da Fiesp (Federacao das Industria do Estado de Sao Paulo), Cameron defendeu investimentos britânicos nas áreas de energia e infraestrutura e maiores compras do Brasil na defesa.

“É a maior comitiva de negócios [britânica] que já veio Brasil”, disse Cameron, que trouxe ao país 50 empresários do Reino Unido. Durante a visita que termina amanhã, o premiê visitará ainda esta tarde o Rio de Janeiro e tem encontro amanhã com a presidente Dilma Rousseff.

O primeiro compromisso de Cameron no Brasil foi uma visita à fábrica britânica de equipamentos pesados JCB, em Sorocaba. Depois, decidiu fazer a pé o percurso entre seu hotel na Alameda Santos e a Fiesp, na avenida Paulista.

Simpático, brincou dizendo ter trazido de Londres o clima cinza e frio da capital paulista nesta quinta. Incentivou os empresários de seu país a “investir no clima brasileiro” e levar algo para casa.

Protecionismo

Em seu breve discurso, o primeiro-ministro defendeu o Reino Unido como país de economia aberta, com bom ambiente de negócios e porta de entrada para o mercado europeu.

Ele não repetiu a crítica feita em entrevista à Folha respeito das recentes medidas do governo brasileiro que impuseram restrições à importação de veículos britânicos, o principal produto da pauta de exportações do país ao Brasil.

“Tentar isolar e proteger a indústria da concorrência pode trazer benefícios a indústria doméstica, mas tem custos longo prazo”, disse Cameron na entrevista.

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, disse ter tocado no tema durante o encontro privado que tiveram. “Fui eu quem tocou no assunto. Disse que não defendemos nenhum tipo de protecionismo, mas que brigamos pela competitividade da nossa indústria”, disse Skaf, citando a ação do governo para baixar os custos de energia.

Na entidade, Cameron e os empresários britânicos tiveram reunião com 56 empresários brasileiros. Em 2011, o Reino Unido foi o sexto maior investidor externo no Brasil, com estoque de investimentos de US$ 2,6 bilhões, segundo informações do Itamaraty.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas