enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

RMC

Visitante diferente surpreende clientes e funcionários de salão

Um veado perdido invadiu o estabelecimento comercial localizado na Rua Macedônica

  • Por Raquel Derevecki da Gazeta do Povo
Foto: Divulgação.

Clientes e funcionários de um salão de beleza no centro de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, se surpreenderam com um visitante de quatro patas diferente nesta terça-feira (14). Um veado perdido invadiu o estabelecimento comercial localizado na Rua Macedônica e fez muita bagunça até ser resgatado por uma equipe da Secretaria do Meio Ambiente da cidade.

A empresária Janaína Jordan estava organizando algumas prateleiras de cosméticos vendidos no salão no momento em que o animal apareceu. “Tínhamos acabado de abrir, e ele entrou. No começo eu achei que era um cachorro, mas era muito magro e pulava parecendo um canguru”, disse, aos risos.

Segundo ela, o animal se assustou com a presença humana, entrou no estabelecimento e começou a correr por todos os lados, batendo nas prateleiras e derrubando diversos produtos. “Ele fez muita algazarra e ainda tinha um machucado que ia pingando sangue em tudo”.

Na tentativa de parar a bagunça, os funcionários trancaram o animal no banheiro do estabelecimento e acionaram a Guarda Municipal e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente. “A GM veio, mas não conseguiu tirar o veado. Aí aguardamos mais um pouco”, afirmou a empreendedora.

Por volta das 10h, a equipe da secretaria chegou ao local, entrou no banheiro e conseguiu retirar o animal em segurança. “Ele estava um pouco acuado, então o resgate foi simples”, comentou o diretor geral da secretaria, Diógenes Moreira Menon.

Destinação do animal

O veado foi encaminhado à Fazenda Experimental Gralha Azul, unidade hospitalar de animais mantida pela PUC-PR. No entanto, o local não pode abrigar bichos e os responsáveis pelo espaço orientaram a equipe da prefeitura a soltá-lo em um matagal dentro do terreno da universidade. “O soltamos nesse ambiente natural, que é longe da cidade”, afirmou o diretor.

Ainda segundo ele, o animal possuía um ferimento no focinho, mas a situação não era grave. “Possivelmente ele estava migrando, acabou se perdendo na cidade e batendo em algumas grades. Mas está bem”, pontuou.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas