enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Não foi acidente!

Polícia acredita que dono de pensão matou esposa antes de atear fogo no imóvel

  • Por Lucas Sarzi
Foto: Átila Alberti.

O incêndio que tomou conta de um casarão na esquina das avenidas Marechal Floriano Peixoto com Iguaçu, no Rebouças, na segunda-feira (4) da semana passada, não foi um acidente. O local funcionava como uma pensão e, para a polícia, quem ateou fogo no prédio foi o dono do imóvel, que foi encontrado morto durante o rescaldo dos bombeiros. A esposa do homem foi encontrada em outro cômodo, dias depois, e estava com as mãos e as pernas amarradas.

“Começamos a investigar logo depois que o corpo do homem foi encontrado pelos bombeiros, ainda no dia do incêndio. Conversando com alguns moradores, ficou claro que a vítima era o dono do estabelecimento, porque ele tinha pedido para retirarem seus pertences, porque ele daria um fim na pensão”, explicou o delegado Cássio Conceição, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O incêndio foi registrado durante a tarde e complicou o trânsito na região do Rebouças. O fogo, de grandes proporções, mobilizou várias equipes dos bombeiros e também policiais militares e agentes da Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), que bloqueou algumas ruas e desviou o trajeto de linhas de ônibus.

Segundo a polícia, o corpo da mulher foi encontrado dias depois, no sábado (9), junto aos escombros do que sobrou da pensão. “Foi encontrada amarrada, então, acreditamos que ele primeiro a matou e depois ateou fogo na pensão. O incêndio em si foi premeditado, porque existiam armadilhas nos cômodos”, completou o delegado.

Conforme o que os policiais apuraram, o dono da pensão colocou garrafas com combustível penduradas por todo o imóvel. “A intenção era fazer que o fogo disseminasse. Os moradores disseram que ele já estava num estado de insanidade mental bem avançada, o que pode ter sido ainda um agravante”.

Os investigadores descobriram que o homem tinha filhos e que essas crianças foram colocadas num táxi e encaminhadas ao Conselho Tutelar. “Lá, as crianças mesmo disseram que o pai tinha ficado com a mulher. Então, acreditamos que ele pensou em tudo isso. Soubemos que ele bebia muito, brigava bastante com a mulher e queria acabar logo com a vida, o que vai de encontro com o que os conhecidos disseram, que ele estava bem estranho há algum tempo”.

As investigações estão, praticamente, finalizadas e a polícia só espera a identificação das duas vítimas. O corpo da mulher deve ser identificado através das digitais e a identificação do homem deve ser feita através da arcada dentária ou pelo DNA, pela forma em que o corpo ficou.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

13 Comentários em "Polícia acredita que dono de pensão matou esposa antes de atear fogo no imóvel"


Luiz Renato Stival
Luiz Renato Stival
2 meses 2 dias atrás

“vai de encontro” denota idéia de conflito, divergência, discordância. O conhecimento da gramática deveria ser item primordial de conhecimento dos profissionais do jornalismo.

ulysses freire da paz jr
ulysses freire da paz jr
1 mês 30 dias atrás

…… vivemos a consagração do Marxismo Cultural – o desconstrutivismo, a inversão de valores, regras, o fim da hierarquia, a generalização do ódio, entre pais e filhos, alunos e professores, torcidas … conforme o paradigma SOCIEDADE COTOVELO: https://pt.wikipedia.org/wiki/Sociedade-cotovelo

REPUBLICA DOS COXINHAS
REPUBLICA DOS COXINHAS
2 meses 2 dias atrás

Verdade, manda um currículo e talvez te contratem. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Marcos
Marcos
2 meses 4 dias atrás

Muito triste essa história. O que será dessas crianças? Uma grande tragédia.

ulysses freire da paz jr
ulysses freire da paz jr
2 meses 6 dias atrás
ulysses freire da paz jr
ulysses freire da paz jr
2 meses 6 dias atrás
Julio
Julio
2 meses 6 dias atrás

A expressão “vai de encontro” está mal utilizada e alterou totalmente o sentido da frase.

Jocimar
Jocimar
2 meses 5 dias atrás

Não adianta, eles não aprendem rs

REPUBLICA DOS COXINHAS
REPUBLICA DOS COXINHAS
2 meses 2 dias atrás

Fico absurdamente estupefato com a ignorância das pessoas que leem esse “Pasquim”( Acho que para um bom entendedor essa palavra basta).

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas