Fechar busca

Curitiba e Região

Vai ser o caos!

Greve do busão não será apenas nesta quarta. Entenda!

  • Por Angieli Maros - Gazeta Do Povo
Foto: Daniel Castellano.

Motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba e região metropolitana decidiram estender a greve que já acontece  nesta quarta-feira (15). Sem acordo quanto ao reajuste dos salários, os trabalhadores param por tempo indeterminado, conforme já haviam decidido em assembleia no dia 25 de janeiro. “Na assembleia daquele dia já tínhamos aprovado indicativo. Se não houvesse acordo, teria paralisação”, afirmou o presidente do sindicato da categoria (Sindimoc), Anderson Teixeira. A Urbanização de Curitiba S/A (Urbs) já entrou com pedido para garantir circulação mínima durante os dias de greve e também estuda o cadastramento de transporte particular enquanto os serviços estiverem suspensos.

ATUALIZAÇÃO: Por decisão judicial, 40% dos ônibus voltam a circular na grande Curitiba

Nesta quarta, os trabalhadores do transporte coletivo cruzam os braços para apoiar a paralisação nacional contra a reforma da Previdência. Depois, a partir de quinta-feira (16), a greve continua até que haja uma definição sobre a data-base da categoria.

Motoristas e cobradores pedem reajuste de 15% sobre o piso salarial e elevação do vale-alimentação de R$ 500 para R$ 977. O aumento no valor do vale proposto pelos trabalhadores é uma tentativa de equiparar o benefício com o recebido pelos demais funcionários da Urbs que atuam no transporte coletivo.

A oferta do Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba (Setransp) é de repor tanto o salário como o vale-alimentação de acordo com a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), o que representaria 5,43% de reajuste. O Setransp informou que, por enquanto, não há perspectiva de nova oferta e que, em caso de multas aplicadas pela Urbs por causa da greve, a entidade vai recorrer.

Frota mínima e transporte particular

A Urbs, que gerencia o transporte público na capital, informou que a exigência de frota mínima de operação para esta quarta-feira (15) também vale para os demais dias de paralisação dos motoristas e cobradores.

A empresa pediu à Justiça, nesta segunda-feira (13), que o Sindimoc seja obrigado a manter uma frota mínima de, pelo menos, 80% dos ônibus operando dentro do horário de pico e de 60% nos demais horários durante a paralisação. Até as 10h30 desta terça-feira, ainda não havia uma parecer da Justiça sobre a questão.

A Urbs informou ainda que pode, a partir desta quarta-feira, abrir cadastramento para o transporte particular na cidade, o que ajudaria a suprir parte da demanda gerada pela paralisação dos motoristas e cobradores. A medida, contudo, só será definida ao longo desta quarta.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

57 Comentários em "Greve do busão não será apenas nesta quarta. Entenda!"


Davi
Davi
2 meses 7 dias atrás

quero ver eles tentar mandar na minha casa , meto bala em legitima defesa .

Davi
Davi
2 meses 7 dias atrás

o certo é parar geral mesmo , oque adianta colocar 40% , isso já viola nossos direitos , esses juizes deveriam ser processados pra ver o quanto é bom .

Davi
Davi
2 meses 7 dias atrás

urbs recebe 977,00 de vale alimentação tambem queremos igual é nosso direito , e vamos lutar ano á ano até receber o que é justo .

Davi
Davi
2 meses 7 dias atrás

Eu sou cobrador e quanto querer 977,00 de V.A é certo , porque trabalhamos todos os feriados , final de semana , nao temos adicional de risco , volta e meio tenho que jogar uns vagabundos pra fora do tubo que acha que pode ir invadindo .

André G
André G
2 meses 7 dias atrás

Quem poderia imaginar, o cobrador está ganhando mais do que muita gente com graduação heim, enquanto o estudando esperando o ônibus, o cobrador estava ali lendo a tribuna, anos depois o graduado ganhando menos que o cara, eita Brasilsão!!

Davi
Davi
2 meses 7 dias atrás

desde quando ganhae 1.247,00 e mais que os outros ? vai se informar antes , escroto

Tricolor de coração!!!!!!!!
Tricolor de coração!!!!!!!!
2 meses 7 dias atrás

Apoio essa greve mas gente dá licença 977 de alimentação já é demais nem o salário mínimo chega a esse valor.trabalhei 3 anos de cobrador e não era assim é hoje não ganho 18.00 reais de alimentação diário isso q trabalho de segunda a sexta

Davi
Davi
2 meses 7 dias atrás

entao vc trabalha de seg a sexta e nois , somos diretos , natal , ano novo , e tudo mais entao merecemos muito mais do que pedimos .

JOSÉ H. D.JR
JOSÉ H. D.JR
2 meses 8 dias atrás

eu acho a greve do busão justa..e isto se repete em várias cidades..

JOSÉ H. D.JR
JOSÉ H. D.JR
2 meses 8 dias atrás

TÁI O RESULTADO dos coxinhas..a greve tá no Brasil inteiro contra o TSUNAMI de roubalheira de Brasília…os coxinhas,inclusive os do MBL (movimento boca livre a maioria está empregado pelo PSDB e em cargos de confiança) estão contentes com a cagada que fizeram…FORA TEMER….

JOSÉ H. D.JR
JOSÉ H. D.JR
2 meses 8 dias atrás

tem mais é que ter greve para por pa fora o Temer..o que está tendo de coxinha aqui nestes comentários…tmem que ter greve e pearalisação contra os demsmsnados desta quadrilha que está no poder de Brasília…

tkt_094_156029
tkt_094_156029
2 meses 8 dias atrás

QUE ABSURDO!!!!! EM PLENO DESEMPREGO OS CARAS SE DÃO AO LUXU DE PEDIR R$977,00 DE VALE ALIMENTAÇÃO????? TA TODO MUNDO VIRANDO POLITICO CORRUPTO AGORA???? SE NÃO PAGA NÃO TRABALHA.NA PRÓXIMA VAI SER DOIS MIL DE VALE ALIMENTAÇÃO??? E O MÍNIMO VAI PARA QUANTO?

André G
André G
2 meses 7 dias atrás

As vezes eu faço a minha caminhada nas canaleta do ônibus na região do Mossungue, os cara ficam a noite vadiando..tem uns cobradores que vão trabalhar de carro e ficam dormindo no possante ao lado do tubo…kkkk

Davi
Davi
2 meses 7 dias atrás

ala isso porque nao e voce no lugar de nós , porque funcionarios da urbs pode ter va de 977,00 e eu nao ? isso nao é luxo é direito , se voce nao esta contente entao fica quieto .

JOSÉ H. D.JR
JOSÉ H. D.JR
2 meses 8 dias atrás

Já reparou que a paralisação geral do país é para defender seus direitos?Não à reforma da previdência…

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas