Fechar busca

Curitiba e Região

Pinhão apreendido!

Fiscalização causa confusão no Centro de São José dos Pinhais

Vendedores ambulantes reclamaram da ação da administração municipal na Rua XV de Novembro

  • Por Paula Weidlich

Uma ação de fiscalização realizada na tarde desta quinta-feira (20) no Centro de São José dos Pinhais pela Secretaria de Finanças e de Segurança, Secretaria da Saúde e Vigilância Sanitária provocou tumulto e indignação por parte dos vendedores ambulantes presentes na Rua XV de Novembro.

Segundo o flagra feito por um leitor da Tribuna do Paraná, os fiscais “fizeram a limpa”, recolhendo todos os produtos que estavam sendo vendidos, entre eles, panos de prato e uma quantidade de pinhão.

No entanto, apesar da revolta dos populares, de acordo com a Prefeitura de São José dos Pinhais, a fiscalização na Rua XV de Novembro é feita de maneira permanente, com o objetivo de preservar o comércio formal e de manter a via livre para os pedestres.

“O lojista paga aluguel, emprega funcionários, gera impostos que mantém o serviço público. Em contrapartida, a prefeitura oferece programas para que o cidadão possa sair da informalidade seja por meio do Micro Empreendedor Individual ou pelo programa da Economia Solidária. Desta forma, a prefeitura, ao fiscalizar o comércio irregular, está fazendo a sua parte, cumprindo a legislação que deve ser respeitado por todos”, explica o secretário de Finanças, Milton Talamini Cardoso.

Conforme a administração municipal, muitos ambulantes nem são residentes no município, situação que traz mais risco e insegurança para quem compra ou consome os produtos comercializados por eles. “Nosso trabalho tem sido feito em parceria com a Vigilância Sanitária, pois há ambulantes que comercializam alimentos sem qualquer rigor ou cuidado sobre seu produto, o que pode acarretar risco à saúde. Portanto, a população deve ver as ações de fiscalização como uma proteção, algo positivo para a cidade e para o cidadão”, salienta o secretário.

Mercadoria apreendida

Em São José dos Pinhais está em vigor desde 1984 um Decreto Municipal que regulamenta o comércio ambulante e proíbe essa prática na Rua XV de Novembro. Assim, quando alguém é flagrado pela fiscalização, a mercadoria é apreendida, entretanto, ela pode ser recuperada junto à Divisão de Fiscalização, mediante o atendimento da legislação vigente.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

9 Comentários em "Fiscalização causa confusão no Centro de São José dos Pinhais"


wellington sou coringão
wellington sou coringão
4 dias 1 hora atrás

o estado serve pra isso,pra oprimir quem quer trabalhar vivemos num cadeião,a policia que muita gente lambe as botas são os cães de guarda dos políticos e burocratas

jefferson
jefferson
4 dias 4 horas atrás

verdade…. tem coisas piores que fazem vista grossa. será que é quartel????

alvaro
alvaro
4 dias 4 horas atrás

QUEREM AUMENTAR A ARRECADAÇÃO, OS IMPOSTOS…MAS O RETORNO PARA A POPULAÇÃO NÃO EXISTE. FALTA TUDO.

André G
André G
4 dias 9 horas atrás

Enquanto isso dentro dos ônibus o comércio de ambulantes rolando solto…

daniel
daniel
4 dias 14 horas atrás

concordo em fiscalizar em 100$, só que a mesma fiscalização não prende quem está nas esquinas vendendo drogas,. ai vc liga pra policia ninguem aparece

Marcio
Marcio
1 dia 1 hora atrás

concordo contigo, tem leis para umas coisas, e para outras nada acontece , fui ao jogo ontem quase não vou, puxa, mais o que me chamou atenção, no ultimo anel é bando de droogados fumando marijuana na cara dura. e nas esquinas o comercio é total mesmo, se nos vemos, porque quem tem que ver, não vê.

Marcio
Marcio
1 dia 1 hora atrás

outra coisa, os guardadores de carro, não consegui ficar no local que parei, porque os caras queriam 15,00 reais antecipado para deixar lá, para não ter problema, já que não podemos contar muito com a policia, foi sair, e estacionar bem longe do estadio, mais não paguei nada. e rua é pública.

José Pankie
José Pankie
4 dias 18 horas atrás

Em Curitiba tem vendedor ambulante até dentro dos ônibus linha direta do Inter-2, Bairro Alto/Santa Felicidade, Capão Raso/Santa Cândida, etc…, isso sem falar dos gaiteiros e violeiros, até dentro de estação tubo tem.

José Pankie
José Pankie
4 dias 18 horas atrás

A fiscalização está certa. Se deixar vira bagunça e todo mundo vai querer ficar vendendo de tudo sem o mínimo de controle. O criador de cabritos que foi prefeito em Curitiba também tinha afrouxado e está dando trabalho para tirar.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas