Fechar busca

Brasil

Morre em Guarulhos bispo que pregou boicote a Dilma em 2010

O pontifície encomendou 2,1 milhões de panfletos contra a presidente em 2010

Morreu na madrugada de hoje o bispo diocesano dom Luiz Gonzaga Bergonzini, 76, no Hospital Stella Maris, em Guarulhos. As informações são da Catedral Nossa Senhora da Conceição, de Guarulhos. Segundo informações da igreja, d. Luiz foi internado em 21 de maio devido a uma pneumonia que se agravou e que evoluiu para embolia pulmonar, que causou sua morte.

Nas eleições de 2010, o pontifície foi responsável pela encomenda de 2,1 milhões de panfletos contra a então candidata Dilma Rousseff. Ativista contra o aborto, d. Luiz, fazia oposição à Dilma. Mesmo sendo contrário ao aborto, o bispo não era a favor da prisão de mulheres que recorrem à interrupção da gravidez por ser “a favor da vida”.

Na ocasião, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) divulgou nota contra a ação política. “O Regional Sul 1 da CNBB desaprova a instrumentalização de suas declarações e notas e enfatiza que não patrocina a impressão e a difusão de folhetos a favor ou contra candidatos”, disse a CNBB de São Paulo.

Missas

O corpo do bispo deve chegar à Catedral de Guarulhos ao meio dia de hoje, onde será velado e serão realizadas missas de corpo presente. O enterro será amanhã às 17h, na própria igreja, em uma sala com um túmulo no piso. Segundo informou a Catedral de Guarulhos, ele será o primeiro religioso a ser enterrado no local.

Desde a internação, d. Luiz postava atualizações sobre sua internação em seu blog pessoal . A última atualização ocorreu na sexta-feira (1º). A Catedral de Guarulhos celebra hoje (19h30) e amanhã (10h e 16h) missas de corpo presente.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas