enkontra.com
Fechar busca

Brasil

Extorsão

“Me sinto imensamente orgulhoso por ter contribuído com a PF”, diz dono do Madero

Segundo investigações, fiscais agropecuários exigiram propina da empresa e criaram dificuldades para operação de fábrica e liberação de licenças sanitárias

  • Por Caroline Olinda - Gazeta do Povo
Madero: fiscais extorquiram rede de restaurantes, indica investigação da PF. Foto: Divulgação

Investigações da Polícia Federal mostram que a rede de restaurantes Madero foi pressionada a entrar no esquema fraudulento de pagamento de propinas instalados na Superintendência Agropecuária do Paraná e revelado pela Operação Carne Fraca. Em depoimento à Polícia Federal, representantes do Madero relataram episódios de extorsão e dificuldades para liberação de licenças sanitárias para funcionamento. Fiscais federais agropecuários chegaram a levar picanha, hamburgueres e filé mignon da fábrica da empresa.

A versão dos funcionários foi confirmada nas investigações da Polícia Federal. Segundo o delegado federal Maurício Moscardi Grillo, que lidera as investigações, a empresa sofreu uma “situação de extorsão clássica, clara, evidente”.

“Dois fiscais exigiam propina para poder não embaraçar o funcionamento da empresa mesmo não havendo, pelo menos em tese, um motivo para isso. Então, criaram circunstâncias, começaram pedindo alimentos, picanha – por mais vergonhoso que seja – a ponto de ficar muito caro para a própria empresa ceder a picanha. Você imagina a quantidade que acontecia”, disse o delegado durante coletiva na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

As atividades da empresa, quando ainda tinha fábrica em Balsa Nova, chegaram a ser interrompidas por determinação de um dos fiscais envolvidos no esquema desmantelado pela PF na operação Carne Fraca, deflagrada nesta sexta-feira (17). Segundo relatos, após sofrer pressão dos fiscais, a empresa acabou cedendo. Inicialmente, os servidores públicos se apropriavam de mercadorias do Madero: hamburgueres e peças de carnes nobres eram levados por eles. O material era colocado no porta-malas do veiculo dos próprios agentes.

PF encontrou carne com salmonela e papelão

Depois , segundo relato de funcionário do Madero à PF, os fiscais passaram a pedir dinheiro. “A empresa chegou a pagar algumas vezes e, no termo que falam com a Polícia Federal ela diz claramente sobre isso, que ela se sentiu coagida. As vezes que ela se negou a pagar eles tentaram embargar de alguma forma o funcionamento do frigorífico, na cidade de Ponta Grossa”, contou Grillo na coletiva.

Após a mudança da fábrica para Ponta Grossa, nos Campos Gerais, a empresa teria sido procurada duas vezes pela chefe do Sistema de Inspeção de Produtos de Origem Animal no Paraná(Sipoa/PR), Maria do Rocio Nascimento, uma das pessoas presas pela Polícia Federal na ação desta sexta-feira.

O caso do Madero está entre as situações relatadas no despacho do juiz Marcos Josegrei da Silva, da 14.ª Vara Federal de Curitiba, como fundamentais para a autorização da quebra do sigilo telefônico, fiscal e bancário dos envolvidos, que resultou na Operação Carne Fraca. O mega- esquema de liberação de certificação sanitária fraudulentas foi detectado em sete estados. As empresas JBS, BR foods e Seara estão entre os envolvidas.

Nota oficial

Em nota para  a imprensa a rede se posicionou sobre o caso. Confira na íntegra:

“Referente a citação do Restaurante Madero na operação Carne Fraca, venho, em meu nome e em nome do Madero, dizer que me sinto imensamente orgulhoso e feliz por ter contribuído com a Polícia Federal, com a nossa disposição e com os nossos depoimentos explicitando as extorsões dos fiscais do Ministério da Agricultura em nossa empresa. Isto é o nosso dever como cidadãos brasileiros, pois ajuda a passar o Brasil a limpo, tornando-o um lugar mais digno e decente para que as nossas crianças cresçam e se alimentem de produtos e conceitos bons. É no mínimo a nossa obrigação, seja como pais, empresários ou simplesmente como cidadãos brasileiros de bem. Temos que ter muita disposição e coragem neste momento que o Brasil dá esta virada, denunciando e colaborando com a polícia e com a justiça, sempre que estes bandidos e corruptos batam às nossas portas. Só assim vamos tornar este maravilhoso país um lugar que nos orgulhemos, e que possamos trabalhar cada vez mais com muita força e determinação, fazendo as nossas empresas e o nosso país crescerem cada vez mais”, diz a nota assinada por Junior Durski, presidente da rede.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

67 Comentários em "“Me sinto imensamente orgulhoso por ter contribuído com a PF”, diz dono do Madero"


PARANITO PENTACAMPEÃO
PARANITO PENTACAMPEÃO
6 meses 1 dia atrás

E mais uma vez, PARABÉNS a todos que denunciaram e denunciam a corrupção sem fim neste país, a achacagem do cidadão e do $$ público. Se você sabe, desconfia ou conhece alguém ou alguma facatrua seja com $$ público ou não, DENUNCIE, ENTREGUE, JOGUE NO VENTILADOR, só assim este país vai ter jeito !!

PARANITO PENTACAMPEÃO
PARANITO PENTACAMPEÃO
6 meses 1 dia atrás

É exatamente por isto que mtos. empresários e caras que tem dinheiro, caem fora deste país, vão morar fora, onde tem EDUCAÇÃO, SEGURANCA, HONESTIDADE, etc… Não ficam aqui correndo risco de vida e vivendo de favores de CORRUPTOS que é o que mais tem neste país !! ACORDA BRASIL IL IL

PARANITO PENTACAMPEÃO
PARANITO PENTACAMPEÃO
6 meses 1 dia atrás

teve o caso é que este safa.dos vão pagar caro. Senão, seriam acobertados por alguma “excelencia” e responderiam a “processo administrativo”, daqueles feitos pra não dar em nada e continuariam a RAPINAR as pessoas do mesmo jeito. Ou o país tem jeito, é consertado, ou RACHA e QUEBRA, FECHA !!

PARANITO PENTACAMPEÃO
PARANITO PENTACAMPEÃO
6 meses 1 dia atrás

tendo uma oportunidade, só pensa em ROUBAR !! E tenham certeza, estes ordina.rios só vão ser mandados embora (ser forem) porque deu a M que deu, afetou o país inteiro, inclusive externamente. Isto já afetou as exportações destas empresas e vai afetar mais coisas ainda. Mas, só pela repercusão que ..

PARANITO PENTACAMPEÃO
PARANITO PENTACAMPEÃO
6 meses 1 dia atrás

Fun. público tem a certeza de que vai fazer a M. e NADA vai lhe acontecer, é um protecionismo indecente que tem neste país com relação a esta CORJA de vaga.bun.dos intitulados “servidores públicos”, é claro tem uma grande parte que é honesto e trabalha honestamente, mas eu me refiro a esta LAIA que

1 2 3 9
wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas