enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

Livro que conta a história dos Irmãos Queirolo será lançado dia 15

  • Por Jornalista Externo

Divulgação
capa071207.jpg

Livro aborda a trajetória da principal família circense do Paraná.

Quem tem mais de trinta anos e passou a infância em Curitiba, certamente abre um sorriso ao escutar o nome ?Queirolo?. O sentimento é comum para diversas gerações de curitibanos que desde a década de 1940 acompanham a trajetória desta que é a principal família circense do Paraná e, certamente, uma das mais importantes do Brasil.

Os Queirolo estabeleceram-se em Curitiba em 1942 para inaugurar o Pavilhão Carlos Gomes, o principal centro de diversão da época. O público local se deliciava com as piadas dos conhecidos ?Reis da Galhofa?, a dupla Harris e Chic-Chic, interpretado pelos irmãos Julian e Otelo. Chic-Chic vinha sempre com a inseparável cachorrinha de pano, anunciada com o famoso bordão ?Violeta pula!?. Também trabalharam no luxuoso Cassino Ahú, onde encantavam com os números acrobáticos dos ?Cinco Diabos Brancos?.

Em 1960, com a inauguração da TV em Curitiba, os Queirolo participaram das primeiras experiências no novo veículo, em programas como: ?Fiorela?, ?Cirquinho Canal 6?, ?Cirquinho do Chic-Chic? e mais tarde, ?Clube do Capitão Furacão?. Com o declínio da arte circense, no final da década de 1970 a prefeitura de Curitiba tenta reerguê-la, doando um circo novo para o grupo, mas a tentativa não dá certo. Os Queirolo devolvem a lona após chegar à conclusão de que os tempos realmente haviam mudado. Hoje, os integrantes da quarta e da quinta gerações ainda tentam manter viva a tradição em alguns espetáculos e serviços culturais.

Sobre o livro ?O Circo e a Cidade?

O livro ?O Circo e a Cidade? registra a relação do grupo circense Queirolo com a cidade de Curitiba. O texto não conta apenas a história da família, mas sim, busca um olhar sobre personagens do imaginário curitibano até então não retratados. Por este motivo, o projeto foi premiado pela Fundação Cultural de Curitiba no edital ?Identificação e Registro do Patrimônio Imaterial?, uma iniciativa que buscou valorizar iniciativas de preservação dos nossos saberes, no caso, a trajetória circense dos Queirolo. A narrativa se concentra principalmente entre as décadas de 1940 e 1970.

Para a realização do livro, foram entrevistadas cerca de cinqüenta pessoas, consultados jornais e revistas antigas, dezenas de acervos públicos e particulares. O livro traz dezenas de fotos e documentos recuperados que reconstroem cenas importantes do grupo circense. O jornalista e cineasta Adriano Justino assina a edição do projeto, além de ter dividido a pesquisa com o autor.

O prêmio, concedido pela FCC em 2006, permitiu o desenvolvimento da pesquisa e a conclusão do livro. Também, por conta da premiação, todos os mil exemplares da primeira edição foram distribuídos gratuitamente para escolas públicas, faculdades, bibliotecas, instituições, pesquisadores e formadores de opinião.

A segunda edição do livro é uma iniciativa do autor Luiz Andrioli em parceria com a empresa Factum Pesquisas Históricas. ?O Circo e a Cidade? foi incluído na coleção ?A Capital?, que já conta com outros quatro títulos que abordam temas sobre a capital paranaense. O livro pode ser comprado em todas as lojas das Livrarias Curitiba e também pelo site do autor. O endereço é o www.luizandrioli.com.

Lançamento

?O Circo e a Cidade: histórias do grupo circense Queirolo em Curitiba?
15 de dezembro (sábado) – 17h
Bate-papo e sessão de autógrafos com o autor e jornalista Luiz Andrioli
Local: Livrarias Curitiba Megastore do ParkShopping Barigüi
Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 600, loja T17, Mossunguê
(41) 3330-5160.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas