enkontra.com
Fechar busca

Paraná Clube

Paraná Clube

Paraná Clube

Sensacional!

Paraná Clube brilha em Salvador e está perto das oitavas da Copa do Brasil

Paraná Clube fez ótimo jogo, mostrou maturidade e emocionou com o primeiro gol de Guilherme Biteco

  • Por Cristian Toledo
Robson sobe e Patric observa. Foi o Paraná quem voou na noite de Salvador. Foto: Margarida Neide/Estadão Conteúdo

Uma noite de redenção e emoção. Quatro dias depois da sofrida eliminação no Campeonato Paranaense, o Paraná Clube teve uma atuação heroica, venceu o time de melhor aproveitamento no futebol brasileiro fora de casa e deu um passo gigantesco para a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil. Em Salvador, nesta quinta-feira, o triunfo de 2×0 sobre o Vitória mostrou um Tricolor mais maduro do que nunca. E ainda teve o emocionante primeiro gol de Guilherme Biteco com a camisa paranista.

O Paraná começou o jogo acuado. Mesmo com uma proposta anunciada de jogo ofensivo e com três atacantes (Robson, Nathan e Pedro Bortoluzo) atuando à frente de Renatinho, o Tricolor estava preso diante da pressão do Vitória. Mesmo sem contar com grande apoio nas arquibancadas, o Leão partiu pra cima, marcando a saída de bola e empurrando todo o time para o ataque. Até demorou para que Léo passasse por apertos, como no chute de Willian aos 15 minutos e na cabeçada de André Lima no lance seguinte.

O problema principal do Tricolor era a falta de controle da posse de bola. Deixando o Vitória controlar o jogo, os visitantes sofriam. “Não estamos jogando, estamos perdendo todas”, berrava o técnico Wagner Lopes, no áudio captado pela transmissão do SporTV. Não adiantava. Aos 22, Cleiton Xavier arriscou sem ângulo e Léo precisou se virar para salvar o Paraná. O primeiro chute a gol paranista veio só depois, com Leandro Vilela, que após a jogada sentiu a perna e foi substituído por Jhony.

Sem conseguir se aproximar do gol do Vitória, o Paraná passou a arriscar de média distância. Foi assim que Robson conseguiu a melhor finalização até então, aos 41 minutos. Já era um momento de maior equilíbrio, sem maiores sustos e com mais segurança na marcação. E a evolução tricolor se comprovou com o gol aos 48 minutos. Após Léo fazer duas ótimas defesas, Nathan puxou o contra-ataque e ganhou o escanteio. Renatinho cobrou e Aírton desviou para abrir o placar.

Já na volta do segundo tempo, os baianos voltaram com a velocidade de Pineda no lugar do talento de Cleiton Xavier. A resposta de Wagner Lopes foi tirar Pedro Bortoluzo, que não tinha aparecido no jogo, para colocar Diego Tavares. O Tricolor esperava uma oportunidade de contra-ataque, enquanto via os donos da casa claramente sentindo a pressão pelo resultado. A entrada de Johny deixou o time mais forte na marcação, e a de Tavares ajustou o espaço entre o meio-campo e o ataque.

Desgastado, Renatinho foi o próximo a sair, para a entrada de Guilherme Biteco. Já era um momento em que o Vitória partia para a pressão, inclusive com a entrada de Paulinho no lugar do volante Bruno Ramires. Aos 33 minutos, David chutou, a bola desviou em Eduardo Brock e levou muito perigo. Era o momento do Paraná Clube voltar a mostrar a dedicação total que marca esse grupo desde o primeiro jogo do ano, mesmo após o desgaste da partida do último domingo (9) com o Atlético pelo Campeonato Paranaense.

E como prêmio, um gol esperado e emocionante. Aos 43 minutos, Diego Tavares ganhou a jogada e cruzou para Biteco, que tocou para a rede. O jovem meia saiu chorando, tirou a camisa, que mostrava o irmão Matheus, morto no trágico acidente do voo da Chapecoense. Quem estava em campo e quem via pela TV chorou com ele.

Se na vida há dores que não passam, no futebol não há nada como um dia depois do outro. E o Tricolor mostrou rapidamente que passou por cima da tristeza e que ainda pode dar muita alegria ao seu torcedor.

Ficha técnica

COPA DO BRASIL
Quarta Fase – Jogo de ida

VITÓRIA 0x2 PARANÁ CLUBE

Vitória
Fernando Miguel; Patric, Kanu, Alan Costa e Euller; Willian Farias, Bruno Ramires (Paulinho), Cleiton Xavier (Pineda) e Gabriel Xavier (Jhemerson); David e André Lima.
Técnico: Argel Fucks

Paraná Clube
Léo; Júnior, Airton, Brock e Rayan; Gabriel Dias, Leandro Vilela (Jhony) e Renatinho (Guilherme Biteco); Nathan, Robson e Pedro Bortoluzo (Diego Tavares).
Técnico: Wagner Lopes

Local: Barradão (Salvador-BA)
Árbitro: Wagner Reway (Fifa-MT)
Assistentes: Fabio Rodrigo Rubinho (MT) e Marcelo Grando (MT)
Gols: Aírton 48 do 1º e Guilherme 43 do 2º
Cartões amarelos: Rayan, Nathan, Guilherme Biteco (PR)
Cartão vermelho: Paulinho
Renda: R$ 130.869,00
Público total: 9.624

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

118 Comentários em "Paraná Clube brilha em Salvador e está perto das oitavas da Copa do Brasil"


coxa branca
coxa branca
6 meses 5 dias atrás

boa paranito , estou torcendo por voce de repente até ser campeão desse torneio que é direcionado para os grandes serem campeões tanto pela cbf, juizes, patrocinadores, etc, que não economizam esforços pra beneficiar os grandes que na verdade só tem de grandes o patrocinio de traficantes

João
João
6 meses 6 dias atrás

“Dê o trinador” pra quem você quiser, seu poodle cor de rosa. E viva o Paraná Clube! Que venceu o time brasileiro de melhor desempenho em 2017.

Doutrinador
Doutrinador
6 meses 7 dias atrás

Tem que ter a fuleiragem comedora de mortadela. Esse ponto queimado, que nunca dará certo. Parabéns Pananada , pelos 10 anos consecutivos de série B.

AVALIADOR
AVALIADOR
6 meses 6 dias atrás

oHHHH FUMERO, CAI FORA DAQUI VICIADO

Renato da Costa
Renato da Costa
6 meses 7 dias atrás

Coxinhas? O ASA manda abraços viu? aaaaaaa que pena…não podem jogar contra o Vitória…estão fora ts ts ts ts. Mas tem o super Ruralzão viu? Manda ver..invista tudo o que puder pra ganhar os 400 mil reais viu? vai com calma porque o Cianorte é poderoso.

Fernando
Fernando
6 meses 7 dias atrás

Caloteiros oh oh, caloteiros oh oh, caloteiros, os Poodles são caloteirossss

1 2 3 10
wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas