enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Novo projeto

Dupla Atletiba assina convênio com o TJ-PR pra coibir violência

Junto com órgãos de segurança, Atlético e Coritiba irão aumentar a fiscalização e identificação de vândalos em dias de jogos

  • Por Luiz Ferraz
Promessa de um bom público no Atletiba deste sábado, no Couto Pereira, válido pela 4ª rodada do Brasileirão.

Está ficando cada vez mais complicada a vida de torcedores de Atlético e Coritiba que vão aos estádios para arrumar brigas e gerar violência. Os dois principais clubes do Estado firmaram um convênio com o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), Secretaria de Segurança Pública (SESP), Instituto de Identificação, Celepar e Detran-PR para aumentar a segurança em dias de jogos e coibir a ação de vândalos em suas praças esportivas. O convênio será assinado na tarde desta terça-feira (18).

A partir desse convênio, será criado um banco de dados para confrontar as informações biométricas dos torcedores que frequentam o Couto Pereira e a Arena da Baixada. Desta forma, pessoas travestidas de torcedores que tenham alguma restrição ou mandado de prisão no Juizado do Torcedor, poderão ser facilmente identificadas.

A implantação dessa identificação de torcedores faz parte do programa “Justiça ao Espectador – Esportes e Grandes eventos”. Além da criação desse banco de dados, o programa será responsável ainda pela instalação do posto de plantão do Juizado do Torcedor e Eventos.

Tanto Atlético quanto Coritiba já tiveram problemas de violência nos seus estádios. Em 2009, quando o Coxa foi rebaixado, houve uma invasão ao gramado do Couto Pereira no duelo diante do Fluminense, que acarretou com a perda de 15 mandos de campo. Em 2013, em Joinville, torcedores de Furacão e Vasco entraram em confronto e protagonizaram um dos piores episódios do futebol nacional.

Essa nova medida aumentará a prevenção de violência nos estádios e será mais efetiva no cumprimento de medidas restritivas a torcedores que cometeram alguma infração nas praças esportivas da dupla Atletiba. O programa foi proposto também ao Paraná Clube, mas por enquanto somente os dois aderiram ao convênio junto aos organismos de segurança.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

25 Comentários em "Dupla Atletiba assina convênio com o TJ-PR pra coibir violência"


Corisco
Corisco
6 dias 2 horas atrás

Grande FURACÃO…..modelo para o Brasil e o Mundo:

https://globoplay.globo.com/v/6011250/

Alto de tantas glorias
Alto de tantas glorias
6 dias 3 horas atrás

Eu já fui da império. E entendo que 90% das pessoas que estão lá querem o bem do clube. Porém 10% são bandidos e as direções das organizadas não tomam providência. Também lembrar que nas organizadas a grana é alta de produtos que não geram 1 centavo para o clube.

Cap Tijucas
Cap Tijucas
6 dias 11 horas atrás

Torcida Organizada faz espectáculo canta e vibra, traz emoção e abrilhanta as arquibancadas, quem nunca se emocionou ao ver subir um bandeirão (Não aquele podre que rasga fácil dos falidos), maloqueiro e marginal só faz arruaça esses tem que ser prezos puxar no mínimo 2 anos fechado.

Cap Tijucas
Cap Tijucas
6 dias 10 horas atrás

preso animal.

Mi_CFC
Mi_CFC
6 dias 3 horas atrás

Tem que ter bandeirão pra fazer subir primeiramente, não aquelas bandeirinhas que vcs tem….
Capoddle preso é com S

Rafael Gomes
Rafael Gomes
6 dias 12 horas atrás

Sempre o mesmo papo furado! O problema não são as organizadas e sim os pequenos grupos de comandos que utilizaram o nome do clube ou das próprias organizadas para se fortalecerem e já deveriam saber disso! Tem que identificar os comandos e as pessoas que fazem a liderança!

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas