enkontra.com
Fechar busca

Coritiba

Coritiba

Coritiba

GRANDE DESAFIO

Coritiba com o time em xeque para a Série B

Dentro de campo, o time coxa-branca está longe de apresentar um futebol aceitável

  • Por Luiz Ferraz
Samir Namur segue convicto com suas ideias. Foto: Jonathan Campos.

No ano em que terá o desafio de voltar à primeira divisão, a partir de abril, na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, o Coritiba tem preocupado o torcedor alviverde. Dentro de campo, apesar da reformulação no elenco, o time coxa-branca está longe de apresentar um futebol aceitável. O fraco nível do futebol do Verdão ficou comprovado no empate conquistado aos 52 minutos do segundo tempo diante do modesto Parnahyba, na quarta-feira, em Teresina, que garantiu o clube na segunda fase da Copa do Brasil. Reforços ainda não devem chegar e o presidente Samir Namur segue convicto nas promessas de usar jogadores da base feitas na campanha para a presidência do clube.

No entanto, depois de cinco jogos realizados, a proposta inicial para este começo de temporada não está dando certo. O técnico Sandro Forner, com poucas opções de qualidade para colocar em campo, ainda não conseguiu fazer o Coritiba jogar bem neste ano. Se não fosse o gol marcado pelo lateral-esquerdo William Matheus, aos 52 minutos do segundo tempo, o time alviverde teria sido eliminado da Copa do Brasil e escreveria um dos maiores vexames da sua história.

O presidente Samir Namur sabe que o Coritiba está devendo neste começo de ano, mas justifica a falta de contratações em 2018 por conta da situação financeira do clube. No entanto, o mandatário do Verdão garantiu que reforços chegarão, mas a maioria deles apenas para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, a partir de abril.

“É evidente que o torcedor está preocupado, mas minha palavra é para tranquilizar. Existe uma convicção, inclusive em termos de reforços. É evidente que o Coritiba vai contratar, sem descuidar de todo um planejamento financeiro que existe. Temos R$ 20 milhões de contas para pagar. O Coritiba não pode sair trazendo uma lista de jogadores”, contou.

Diante dessa realidade financeira delicada, o Coritiba decidiu dar oportunidade aos jogadores mais jovens neste começo de temporada. Na verdade, principalmente no Campeonato paranaenses esses atletas das categorias de base estão sendo testados e aqueles que se destacarem devem ser aproveitados na segunda divisão.

Presidente aposta nos pratas da casa. Foto: Marcelo Andrade.

Presidente aposta nos pratas da casa. Foto: Marcelo Andrade.

“Se nós tivéssemos a postura que o Coritiba teve nos anos anteriores, de fazer um alto número de contratação no início, os atletas da base não teriam atuado nesses cinco jogos. Eles estão dando conta do recado e inclusive alguns desses pode nos dar retorno financeiro no fim do ano”, confia o presidente coxa-branca.

O técnico Sandro Forner, que trabalhou com todos esses jogadores mais jovens nas categorias de base, admitiu as dificuldades de fazer o Coritiba jogar bem neste começo de ano. O treinador, no entanto, espera que mais reforços possam chegar para ajudar o time alviverde na missão de aumentar a produtividade nas atuações e também na busca de melhores resultados.

Confira a tabela do Campeonato Paranaense!

Sandro Forner. Foto: Daniel Caron.

Sandro Forner espera por mais reforços. Foto: Daniel Caron.

“É um plano da diretoria ter esses jogadores. Isso foi falado muitas vezes não só por mim, mas pelo presidente e pela diretoria. Isso não é o problema maior. Logicamente que, para a Série B, vão vir reforços. A diretoria está se esforçando para trazê-los. No futuro breve, pode ter notícias em relação a isso. Minha preocupação é melhorar o time que está na minha mão”, avisou.

Por ora, diante do orçamento limitado, o presidente Samir Namur avisou que não quer estourar o orçamento neste primeiro trimestre de 2018. “A folha salarial para janeiro, fevereiro e março está prevista para R$ 1,3 milhão. Hoje, esse elenco que está aí, está nesse valor. Se colocarmos algo a mais que previsto, estará acima do que o orçamento prevê. Esse é o drama do fluxo de caixa do Coritiba. Não adianta o torcedor esperar 10 ou 12 atletas, pois hoje o clube não tem condição de atingir esse número de contratações”, concluir o presidente.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

69 Comentários em "Coritiba com o time em xeque para a Série B"


Paulo
Paulo
12 dias 14 horas atrás

Rumo Série C

Carlos
Carlos
12 dias 16 horas atrás

A TRIBUNA DEVE TER COXA BRANCO FAÇO COMENTARIO E NÃO ENTRA

Paulo
Paulo
12 dias 14 horas atrás

kkkkkkkkkkk

Carlos
Carlos
12 dias 16 horas atrás

O GAGUIGAGADO! EESSE TITITICO, COCÔ UUU COCÔ UUU COCÔ RITIBA, NANA NA CÓCÓ NA CÓCÓ PA DO BRABRIBRASIL PEPEGA O UUUUBEBÊ UUUUBEBÊRLANDIA CHACHACHIIIIIIIIII. TÁ FUFU TÁ FUFU FODIDO.

Cesar
Cesar
13 dias 2 horas atrás

Problema desta diretoria do Coritiba é que eles conhecem tanto de futebol quando eu de astronáutica.
Falta de de aviso não foi só que foram na onda da organizada… Aquela mesma que já cansou de causar perdas de mando e até prejuízos patrimoniais ao clube.
Agora aguenta.

coxa branca
coxa branca
13 dias 3 horas atrás

mesmo com o elenco não convencendo sou 100% aproveitar a piazada da base mesmo que se f.o.d.a. no começo , do que trazer pencas de tiriças e ex jogadores ainda em atividade(kleber,alecsandro,etc.) ganhando fortunas , o coxa de 85 foi campeão com parte do elenco de piazada que sofreu no início

1 2 3 12
wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas