enkontra.com
Fechar busca

Atlético

Atlético Paranaense

Atlético Paranaense

Não é possível!

Atlético perde mais uma e está na lanterna do Campeonato Brasileiro

Foi a quarta derrota do Atlético no Campeonato Brasileiro. Resultado deixa o Furacão na última posição

  • Por Cristian Toledo
A festa santista contrasta com o desânimo de Matheus Rossetto e de Paulo André. Foto: Lineu Filho

Mais uma daquelas noites para se esquecer. O Atlético perdeu mais um jogo na Arena da Baixada, desta vez para o Santos, por 2×0, e fechou este domingo (11) e esta rodada do Campeonato Brasileiro na última posição. Sem vitória em seis rodadas, e em mais uma atuação abaixo do esperado, o Furacão perdeu 16 dos 18 pontos disputados até agora, e vive uma situação pra lá de delicada na competição.

Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

Com Douglas Coutinho no lugar de Grafite (ou Eduardo da Silva, ou Ederson), o Atlético queria apostar na velocidade contra um Santos que prometia ser ofensivo. Mas com um time que precisava de campo para jogar, o Furacão fazia exatamente o contrário – era lento e apelava para os lançamentos da intermediária, os famosos chuveirinhos. Aí David Braz e Lucas Veríssimo levavam vantagem contra Pablo. E a única chance de perigo foi um arremate forte de Lucho González, que assustou Vanderlei.

O Peixe, por sua parte, também não fazia nada. Com três atacantes e Vítor Bueno liberado para criar, apenas Bruno Henrique criava alguma dificuldade pelo lado esquerdo da defesa rubro-negra – mas nada de desesperador. Havia muitos erros de passe, o que impedia que lances de maior perigo acontecessem. O Atlético era quem mais tentava, mas foi o Santos quem marcou. E pela direita, após um erro dos donos da casa. Sidcley e Matheus Rossetto se enrolaram, Bruno roubou, tocou para Thiago Maia, que apenas rolou para Kayke (aquele mesmo que jogou no Paraná) abrir o placar.

A partir daí, o Furacão partiu para uma blitz. E Vanderlei começou a trabalhar, como no chute de Nikão que estava o encobrindo. A pressão era descoordenada, tinha mais qualidade quando passava por Jonathan e Nikão pela direita. Só que totalmente exposto, o time era vulnerável demais. E num contra-ataque perfeito, o Santos ampliou ainda no primeiro tempo. Thiago Maia roubou, tocou para Bruno Henrique, que correu sem marcação e tocou para Kayke, livre na grande área. O atacante apenas tirou do alcance de Santos e fez 2×0. O Atlético terminou o primeiro tempo reclamando de um pênalti de Lucas Veríssimo, e tendo que ouvir sonoras vaias da torcida.

Veja a classificação do Campeonato Brasileiro!

Em situação trágica, Eduardo Baptista mudou tudo. Tirou Matheus Rossetto e Douglas Coutinho e colocou Grafite e Ederson. Era um “seja o que Deus quiser” para tentar “pelo menos o empate”, como disse Jonathan na saída para o intervalo, em entrevista ao SporTV. Com quatro homens adiantados, o Furacão pressionava, mas não conseguia finalizar. Nas duas que conseguiu, marcou, mas Lucho González e Grafite estavam impedidos.

A última cartada do treinador rubro-negro foi Felipe Gedoz, que entrou no lugar de Pablo. Era a tentativa dos chutes de média distância de todos os lados, com Gedoz e Nikão. O Atlético já não tinha mais meio-campo, tinha Otávio correndo como um louco e Lucho González cansado – e usando as últimas forças para chegar na área. De resto era a defesa mandando chutões para ver o que acontecia na frente. E na base do abafa foram os minutos finais. Mesmo com um a mais, com a expulsão de Daniel Guedes, o Furacão não superou a defesa do Peixe e terminou o dia derrotado e na lanterna do Campeonato Brasileiro.

Ficha técnica

BRASILEIRÃO
1º turno – 6ª rodada

ATLÉTICO 0x2 SANTOS

Atlético
Santos; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto (Ederson), Lucho González, Nikão e Douglas Coutinho (Grafite); Pablo (Felipe Gedoz).
Técnico: Eduardo Baptista

Santos
Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Renato, Thiago Maia (Alisson) e Vitor Bueno (Cléber); Bruno Henrique, Copete e Kayke (Leandro Donizete).
Técnico: Elano

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés (RJ) e Michael Correia (RJ)
Gols: Kayke 26 e 36 do 1º
Cartões amarelos: Paulo André (CAP); Daniel Guedes (SAN)
Cartão vermelho: Daniel Guedes
Renda: R$ 386.600,00
Público pagante: 18.112
Público total: 20.493

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

87 Comentários em "Atlético perde mais uma e está na lanterna do Campeonato Brasileiro"


klercio
klercio
2 meses 5 dias atrás

CBF DEVERIA EXCLUIR OS DOIS TIMES DESSE ESTADO E INCLUIR QUALQUER OUTRO PQ NENHUM É FORÇA NO TERRITORIO NACIONAL O PANGARÉ CLUBE PODE DEIXAR PQ ESSE NUNCA VAI SUBIR PRA ELITE.

Rafael
Rafael
2 meses 10 horas atrás

O comentário mais sensato que já vi até hoje…esses timecos paranaenses deveriam ser excluídos mesmo.

PORCOS LAVAGEIROS IMUNDOS FREGUESES SEMPRE
PORCOS LAVAGEIROS IMUNDOS FREGUESES SEMPRE
2 meses 6 dias atrás

NA VERDADE um monte de ex atletas ….e vários refugos de outros times pequenos ….e fora os CACHAÇEIROS E OS CARAS DA NOITADA….e o time de DONO só tem uma jogada…..chuveiro de bola parada na area pra tentar a sorte….OS ARROGANTES MELHOR DAS GALAXIAS….não passa de um VICE DO PR…

coxagigante
coxagigante
2 meses 7 dias atrás

Poxa não to gostando disso! agora todo mundo vem no nosso salão de festa…e espanca os coitadinhos…só falta o metralha reclamar que o tapetinho de prasticu ta atrapalhando o desempenho do timeco…que só beneficia os times mais técnicos…chora cadelada..kkk

João
João
2 meses 7 dias atrás

Será que vão dizer que foi com ajuda do juiz também? Kkkkkkkkkk Põe no dvd,

João
João
2 meses 7 dias atrás

Que se junte ao inter. Não vejo hora de jogar contra o Imortal de novo. Precisamos de um substituto aos makakos. São os seis pontos mais garantidos do brasileirão…kkkkkkk

1 2 3 12
wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas