enkontra.com
Fechar busca

Publicidade

Tatuquara

Luta diária

Foto: Giuliano Gomes.
Escrito por Lucas Sarzi

A família do Erick, 14 anos, vive numa verdadeira luta. A história do menino, que sofre de Síndrome de Lennox, um tipo raro de epilepsia da infância com graves consequências, é acompanhada pela Tribuna do Paraná desde 2014. Agora a situação piorou e a família, que mora no Tatuquara, precisa de ajuda para suprir algumas necessidades importantes para Erick.

“Nos últimos meses, ele piorou muito. Teve muitas paradas respiratórias e também convulsões que regrediram um pouco seu estado de saúde. Nossa batalha ficou ainda mais difícil”, explicou Dalvana Correia da Silva, a mãe de Erick.

Por causa das convulsões, a família acabou tendo mais gasto do que era esperado, já que as mãos e os pés do menino se atrofiaram. “Além de todos os gastos que temos, também estamos agora precisando de talas, pra fazer com que volte ao normal aos poucos. Não conseguimos de graça e teríamos que mandar fazer”, detalhou a mãe, que contou que o preço das quatro talas ficaria em torno de R$ 800.

Foto: Giuliano Gomes.

Foto: Giuliano Gomes.

Além das talas, o menino também vai precisar passar por um exame de polissonografia, que pode custar até R$ 2 mil. “Esse exame até que pode ser feito pelo SUS, mas a fila é de até um ano de espera. Como o médico pediu com emergência, por causa das convulsões, precisamos arcar com os custos”.

A troca do sensor do monitor cardíaco, que fica preso ao dedo de Erick, não foi feita ainda pela família, pois estão sem condições. O equipamento custa em torno de R$ 700 e precisa ser trocado a cada três semanas. “Entramos com processo pedindo isso na Justiça, mas ainda não saiu, enquanto isso, temos que arcar também”, explicou Dalvana.

Outro processo que corre na Justiça trata do respirador que o garoto usa. “Atualmente, seguimos usando o que temos, mas o médico explicou que, embora continue salvando a vida dele, não é o indicado. Um novo respirador custaria R$ 36 mil, por isso, esperamos que a Justiça nos ajude”.

Apesar de tanta dificuldade, Dalvana contou que a cirurgia do pai de Erick, que rompeu os ligamentos do joelho no ano passado, foi finalmente marcada. “Vai operar dos dois joelhos em dezembro, agora. Estamos felizes porque isso é importante para o trabalho dele”, completou a mulher.

WEB09 - ERICK ISMAEL CORREIA DA SILVA

O pequeno Erick continua mal, mas estável. “Temos acompanhado sempre e o lado esquerdo, que ele tinha bastante movimento, perdeu bastante. Mas contamos, mais uma vez, com a ajuda das pessoas que puderem. Sei que dinheiro às vezes é difícil, mas nós também precisamos de fraldas (tamanho M adulto) e produtos médicos, para curativo. Tudo vai ser muito bem vindo”.

Como ajudar?
– Contato:
Dalvana
(41) 99546-6503

– Doações bancárias:
Caixa Econômica Federal
Agência 4744
Operação 013
Conta-poupança 3357-8
Dalvana Correia da Silva
CPF 060.565.959-19

Sobre o autor

Lucas Sarzi

Jornalista formado pelo UniBrasil.

Deixe um comentário

avatar

5 Comentários em "Luta diária"


Leonizia Bastos
Leonizia Bastos
11 dias 11 horas atrás

Eu pergunto! Nessa hora cadê o ministério da saúde, nos pagamos tantos impostos, e quando uma pessoa precisa URGENTE de um tratamento,o que vemos, nem uma ajuda por parte dos GOVERNANTES do ESTADO, SUS poderia ajudar a passar o ÉRICK, para ser atendido o mais rápido possível.

Henrique
Henrique
9 dias 23 horas atrás

O poder público só destinará corretamente o dinheiro público (impostos) quando o povo sair da omissão absurda e verdadeiramente exigir, fiscalizar! O contrário, Temer, Richa, Greca, etc…só irão pegar cada vez mais dinheiro público para atender aos seus interesses eleitorais!

ALENCAR
ALENCAR
12 dias 2 horas atrás

Com relação a batalha do Erick, eu ja repassei a reportagem em vários grupos do Whatsapp, visando arrecadar valores pra ajudar ao Erick e família. Vamos lá galera. O pouco que cada um puder doar, sera muito pra família. Eu e minha esposa doamos R$ 100,00, transferidos pra conta da mãe da CEF.

Cesar
Cesar
11 dias 20 horas atrás

Também é bom lembrar … os que têm tudo e tanto reclamam , nada está bom eles … o drama vivido por esta família é verdadeiramente um grande sofrimento.

Cesar
Cesar
11 dias 20 horas atrás

Parabéns ! Belo exemplo !

wpDiscuz
(41) 9683-9504