enkontra.com
Fechar busca

Publicidade

Curitiba

Pifou!

Por Maria Luiza Piccoli

As mensagens em código são difíceis de decifrar. Palavras ilegíveis, que, se tivessem algum significado, tornariam a situação menos pior. O mais comum, no entanto, é encontrar os Painéis de Mensagens Variáveis (PMV) totalmente desligados pelas ruas de Curitiba. Aí não há mesmo o que falar. Instalados em 2012, os equipamentos tinham um objetivo: atualizar as informações do trânsito pelas vias da capital, e indicar caminhos alternativos para os motoristas.

A ideia funcionou por um tempo, mas em julho de 2015, o serviço caiu em desuso por falta de manutenção, e assim permanece até agora. Os letreiros viraram enfeite, e vias importantes da capital – que poderiam ter o fluxo de veículos otimizado – acabam ficando intrafegáveis nos horários de pico.

Ao todo, são 44 equipamentos instalados. Ativos, apenas 14 – e funcionando parcialmente. O custo da brincadeira foi alto. Nada menos que R$ 9,5 milhões utilizados para instalação do serviço que, quando funciona, no máximo emite mensagens que em nada ajudam quem está ao volante como “dirija com cuidado” e “atenção, motorista”.

“As mensagens aparecem cortadas, é difícil de ler. Ao invés de emitirem informações úteis, a gente se depara com frases sem sentido, pela metade”, afirma a publicitária Gabriela Lopes, 30, que na rota diária, de casa para o trabalho, passa pelo letreiro instalado na Avenida Visconde de Guarapuava.

Em outros trechos de fluxo intenso, como a Avenida Getúlio Vargas, e vias de acesso às estradas, como a Avenida das Torres, os painéis apagados intrigam os motoristas. “Não dá pra entender. Ao invés de comprar esses equipamentos que não funcionam, o governo poderia ter investido em serviços mais importantes como saúde”, afirma a gerente financeira Vanderlea Bussin, 48, que trabalha em uma empresa situada na Avenida das Torres.

Rotas alternativas

Não é preciso ir muito longe, no entanto, para saber que os painéis interativos – quando funcionam – são bastante úteis para desafogar o trânsito, cada vez mais complicado, das grandes capitais. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, o serviço é eficaz e, além dos indicadores de fluxo, oferece opções de caminhos alternativos quando há engarrafamento. Já em países do exterior, como os Estados Unidos, além da atualização da situação nas pistas, os painéis são utilizados também para sinalização de emergência, nos casos de reversão de pista por exemplo.

Quem explica é o especialista em trânsito e mobilidade urbana, e também professor dos cursos de Engenharia da Universidade Positivo (UP), Glavio Leal Paura. “Os letreiros são muito eficientes quando bem utilizados, principalmente para o controle de tráfego. Em cidades como o Rio de Janeiro, os painéis sugerem rotas diferentes para o motorista que está preso no engarrafamento”, esclarece.

De acordo com o especialista, para ser otimizado em Curitiba, o serviço deveria contar com uma equipe de monitoramento, responsável por apurar a situação do tráfego de veículos e atualizar as informações dos equipamentos, oferecendo opções de caminhos mais rápidos às vias e indicando aquelas nas quais o trânsito esteja livre.

Ele exemplifica: “Imagine o motorista que precisa chegar rápido à Rodoviária, preso no engarrafamento da Avenida Silva Jardim. Em uma situação como essa, os painéis poderiam oferecer informações úteis sobre o número de veículos em circulação, e indicar caminhos por vias paralelas, como a Rua Brasílio Itiberê, por exemplo. Isso ajudaria a desafogar o trânsito e facilitaria muito a vida dos motoristas”, explica. Muita gente pensa que, se por um lado o equipamento libera uma rua, congestiona a outra, fazendo com que todo o mundo siga a sugestão do letreiro. Ele esclarece, no entanto, que isso não acontece na prática. “O fluxo fica melhor distribuído, e consequentemente, mais rápido”.

O que diz a Setran?

De acordo com a Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), os Painéis de Mensagens Variáveis (PMV) não funcionam por falta de manutenção. Em julho de 2015 ­ durante a gestão do ex-prefeito Gustavo Fruet – a empresa responsável por realizar o serviço cancelou, e não renovou o contrato com a prefeitura. A secretaria informa que está em andamento um termo de referência para o lançamento de nova licitação, para contratar um novo prestador de serviços responsável pela manutenção dos equipamentos.

Ainda não existe, segundo a Setran, uma previsão de quando a licitação será feita. Por meio de nota, a pasta informa que “a prioridade da Setran é manter a sinalização horizontal e vertical das ruas, assim como os semáforos e radares da cidade, que têm influência direta na segurança do trânsito nas vias”.

Sobre o autor

Tribuna do Paraná

Tribuna do Paraná

Buscamos os mais variados tipos de histórias na Grande Curitiba e litoral: curiosas, engraçadas, problemáticas, exemplos de vida... E-mail: cacadores@tribunadoparana.com.br

Deixe um comentário

avatar

27 Comentários em "Pifou!"


República do Paraná
República do Paraná
2 meses 22 dias atrás

Isto se chama malversação do erário público. Projeto mal elaborado na definição e garantia da alocação de recursos para a manutenção dos referidos painéis no longo prazo.

Fox
Fox
2 meses 26 dias atrás

Quase um ano de mandato e ainda colocam a culpa no prefeito anterior que pegou a prefeitura falida. Engraçado que na hora de cobrar os impostos a maquina que gera os boletos não pifa.

FSS
FSS
2 meses 26 dias atrás

E cadê os vereadores inúteis, TCE e MP para investigar o mal uso do dinheiro público? Estão ocupados com o direito dos manos.

A Gabardo
A Gabardo
2 meses 27 dias atrás

Me lembro das instalações dos painéis, nunca funcionou. Apenas uma empresa contratada instalou e vazou. Estava bem explicito que se tratava de um desvio e verba pública, agora tem que descobrir quem levou a grana pra casa!

o meu paraná é alvinegro
o meu paraná é alvinegro
2 meses 27 dias atrás

agora pra reverter essa cagada poderiam usar pra se fazer propagandas de empresas pra arrecadar e pagar o gasto com esses trambolhos

República do Paraná
República do Paraná
2 meses 22 dias atrás

Vai morar no estado do time que você torce refugo alienado da mídia do eixo. Aqui não é tua cidade.

o meu paraná é alvinegro
o meu paraná é alvinegro
2 meses 27 dias atrás

com essa grana daria pra se fazer milhares de placas convencionais que estão faltando,mais preferem dar dinheiro para uma empresa que devei ter pago alguma quantia pros políticos que comprou essas porcarias de painéis eletrônicos

República do Paraná
República do Paraná
2 meses 22 dias atrás

Vai morar no estado do time que você torce refugo alienado da mídia do eixo. Aqui não é tua cidade.

Zéroberto
Zéroberto
2 meses 27 dias atrás

É incrivel a capacidade que esses “desgovernantes” tem pra jogar nosso dinheiro no lixo!

João
João
2 meses 27 dias atrás

Sempre achei um desperdício esses painéis. Alguém levou algum nisso. Mais um trambolho visual. Até que demorou a caírem em desuso. E vão ficar jogados, como quase todas as benfeitorias (?). Lembram dos totens onde havia uma viatura policial com telefone?

fernando
fernando
2 meses 27 dias atrás

Esses painéis só servem para isso mesmo, para enfeite e mais nada. Provavelmente vão ficar jogados mesmo. Lembro dos totens onde havia uma viatura policial com telefone, sim!! Ficou em uso por um tempo, hoje estão no abandono. A mesma coisa vai ser com os painéis de transito vão ficar abandonados.

João
João
2 meses 26 dias atrás

E nós aqui, pagando pelas “inovações” curitibanas…

Adilson
Adilson
2 meses 27 dias atrás

Na Rua Brasílio Itiberê o painel permanece com alguma luzes amarelas, fazendo com que alguns motoristas parem seus veículos e fiquem aguardando a luz verde para seguir, podendo causar acidentes. Passo todo dia por ali e algumas vezes tive que buzinar para que os motoristas acordassem e seguissem seu rumo.

fernando
fernando
2 meses 27 dias atrás

Adilson tome cuidado com esse negocio de buzinar para os motoristas saírem do lugar. De repente aparece querendo briga ou apontar uma arma para você. Mexer com quem não conhece é a pior coisa ainda mais nesse transito. Transito você tem que ter malicia com as pessoas pois tem muito ignorante no volante. Ainda mais quando você for buzinar pois tem muito motorista que acha que você tá provocando e aí acaba em treta.

João
João
2 meses 26 dias atrás

Verdade, muitos lembram que são homens, quando dirigem ou bebem…

A Gabardo
A Gabardo
2 meses 27 dias atrás

Sempre tem os meia roda perdido no trânsito, não sei como essas pessoas conseguiram se desenvolver na vida, esses cara tem que passar por cima ou dar uns cascudos para acordarem!

Denival Jeter Guimarães
Denival Jeter Guimarães
2 meses 27 dias atrás

Você tá com coragem Adilson! Buzinar é pedir pra tomar chumbo na cabeça, só tem louco pelas ruas, cuidado!

Ernesto Rodrigues
Ernesto Rodrigues
2 meses 27 dias atrás

Mais um desperdício de dinheiro público e nenhum gestor punido…

wpDiscuz
(41) 9683-9504