enkontra.com
Fechar busca

BLOGS

Marcelo Kasprzak

O mundo é seu viaje

Marcelo Kasprzak

Viagem e turismo

Estrelas do Pacífico

  • Por Tribuna do Paraná

     

     É o lugar dos sonhos de todo ser vivo. Suas praias e charmosos bangalôs sobre o mar são mostradas em todos os cantos do mundo. Com certeza são as ilhas mais famosas do pacífico, por isso as mais visitadas.

     Existe uma rivalidade natural entre o arquipélago da Polinésia e o arquipélago das Maldivas ( entre outros ). A grande diferença é a popularidade. É a disputa do Azul sem fim ! Foi a minha ida para as Maldivas que me obrigou a ir tirar a dúvida sobre qual é o arquipélago mais lindo da terra ( relativamente falando ) … uma competição justa e eleger o melhor entre os dois é muito pessoal, lembrando que existem outros no mesmo nível escondidos pela imensidão dos mares … Se você gosta mais de agito e montanhas, ficará com a Polinésia devido ser bem mais conhecida e comprovadamente é uma paisagem estonteante de linda. Se quer ficar mais isolado em ilhas bem menores, Maldivas é sua escolha, o país mais plano do mundo. Outra diferença é a rota a seguir ou o oceano ou continente onde se localizam, ficam bem distantes um do outro. Principalmente com relação ao fuso horário, ponto que pode causar certo cansaço sim. Saindo da América do Sul atrasasse no tempo indo para a Polinésia. Para as Maldivas, adiantasse ( 8 horas de diferença ).  Aqui destaco a vantagem financeira de fazer um cruzeiro, caso contrário gasta-se mais para ir para as Estrelas do Pacífico. Lá, literalmente se põe em prática a frase : ” De navio, cada dia um novo paraíso “.

Também com seus dialetos e culturas próprios onde é falado o francês como o próprio nome já diz, mas o inglês é amplamente difundido devido a quantidade de turistas que procuram esse paraíso distante. À bordo do navio se tem pensão completa e o que se paga em um cruzeiro de 10 dias, paga-se dois ou três dias em um bangalô sobre as águas sem refeições ! Um café da manhã ou jantar pode ultrapassar U$ 100,00 por pessoa dependendo do Hotel, caso não estejam inclusos no pacote e existem bangalôs ( ou Vilas, como são chamados ) que podem chegar a exorbitantes U$ 20.000,00 por noite !! E os preços de um tempo para cá passaram a ser em Euros ! Dá para você ? É como cita Ricardo Freire em seu blog … um lugar LLL ! ( Lindo, Longe e Louco de caro ! ). Com este valor dá para ir e voltar, fazer um cruzeiro de 10 dias por várias ilhas e ainda ficar duas noites em algum hotel mais em conta, pagando todas as refeições, mergulhos e passeios, tudo para um casal. É necessário um grande esforço para quem não é abonado ir conhecer todas as ilhas, já que de navio isso é mais facilmente possível e outra vantagem é não ter de ficar na correria de desfazer e refazer malas.  Aconselho conhecer todas as ilhas que puder.

Papeete é a capital do Taiti ou Tahiti e a porta de entrada para este sonho, onde se ganha um colar de rosas de boas vindas ( verdadeiras e muito cheirosas ). Quem falar que vai ao Taiti ou Tahiti, pode na verdade estar indo apenas a uma ilha, o que é quase improvável mesmo, mas há uma ligeira confusão entre os nomes : Taiti e Polinésia. É como habito dizer apenas Taiti, tanto que a maioria das fotos que aparecem quando se falam em Taiti são da ilha de Bora Bora, pertencente à Polinésia, mas é outra ilha … não a ilha Taiti. Quem diz estar indo à Polinésia Francesa está indo não apenas ao Taiti, está indo para outras ilhas como as que seguem abaixo … Ilhas do Pacífico Sul … as ilhas mais isoladas do mundo. Qualquer uma irá ” encher seus olhos “. É um roteiro de muitas celebridades internacionais e alguns lugares destacam quem já passou por lá, como é o caso do Bloody Marys Bar em Bora Bora. Isto se realmente for verdade que todas aquelas pessoas famosas estiveram lá, aí é outro papo, já que não há fotos, apenas uma relação de nomes em um painel. Dizem que é verdade e que os artistas não permitem tirar fotos … vai saber … 

Huahine é conhecida como Ilha Jardim, dá para imaginar porque. Minha esposa achou que estava diante da ilha do King Kong, por ser parecida com aquelas ilhas perdidas de filmes, muito característica. Sem dúvida é uma das ilhas mais desabitadas da Polinésia Francesa. Fizemos um tour até um Motu ( como são chamadas as pequenas ilhas ) de nome Motu Muri Mahora cruzando a Maroe Bay, assistimos um show tradicional polinésio e fizemos um snorkel raso bem divertido e ainda tivemos a sorte de ver uma baleia saltando mais ao longe da praia, cada experiência é única. Lembre que nas ilhas polinésias é necessário usar tênis de mergulho ou, como eu, condenar um tênis velho à fazer apnéia, já que quase todas as praias são de pedras ou cascalhos e andar descalço é machucar os pés com certeza e usar nadadeiras em certos lugares não é apropriado para não destruir os corais.

Rangiroa  é um dos pontos mais famosos de mergulho do mundo ( como se as outras ilhas não fossem ). Tem o segundo maior atol do planeta e o snorkel no Aquário de Deus em Tiputa Pass que é absolutamente inesquecível e em mergulho de scuba é possível presenciar vários tubarões que podem chegar a 6 metros ( necessário prudência e cuidado adequado dos mergulhadores ). Sem dúvida é a maior vida marinha de toda a Polinésia e um dos meus lugares preferidos por lá, principalmente pela beleza do Hotel Kia Ora. Fica mais distante do Tahiti no arquipélago de Tuamotu … o navio demora um dia para ir e um dia para voltar partindo de Huahine, devido à distância. Se for para ficar no Hotel, seaplane é mais prático.                  

Raiatea possui o segundo maior porto da Polinésia( Uturoa ), depois de Papeete e foi a terceira parada do navio. É a mais sagrada das ilhas da Sociedade, onde sacrifícios humanos foram realizados na antiguidade. Fiz um tour para Tahaa, a ilha irmã de Raiatea, bem ao lado e infinitamente mais bonita, onde é possível ( e obrigatório ) a visita. O lugar é paradisíaco e descer pela correnteza snorkeando ao lado do único hotel local é outro delírio. Fiz também um tour até outro Motu desabitado próximo onde passamos por uma fazenda de pérolas, aliás, a Polinésia é o segundo maior produtor de pérolas negras do mundo, depois do Japão. Lá estão algumas das mais raras e caras do mundo … as mulheres enchem os olhos …                  

Bora Bora é a disparada a ilha mais famosa e sempre cotada como uma das mais lindas do mundo. Foi citada no ranking das Maravilhas da Natureza, ficando de fora nas finais, coisa que deve ter deixado muita gente surpresa e decepcionada, inclusive eu.  Para se ter uma idéia da beleza, o filme Encontro de casais ( Couples Retreat – 2009 ), apesar de não ser nenhum sucesso de bilheteria,  mostra parte deste paraíso. O nome original era Pora Po,ra  ( significa Belo em Taitiano ), porém pela má compreensão dos turistas ao dialeto virou Bora Bora. A variedade de azuis é incrível, chegando a ter vários tons e algumas lendas e habitantes afirmam que a ilha está afundando devido a algumas erupções vulcânicas de milhões de anos atrás. É o lugar mais procurado do mundo para Lua de mel ou bodas podendo ser considerado, mesmo estando em quartos separados, o maior bacanal do mundo !               

Um tour ao redor da ilha central ( Vaitape ou Vaitapé ) é imperdível e da para ver alguns canhões instalados por americanos ( total de oito ) na tentativa de dominar a ilha na segunda guerra mundial. Outros tours famosos e imperdíveis são a alimentação de arraias e tubarões para quem tem coragem e tempo ( coisa padrão nesses paraísos ) já que há muita coisa para se fazer e em dois dias de parada do navio ainda é pouco, devido a tantas atividades e opções.  A praia pública de Matira Beach realmente faz juz a fama de ser tão idílica e transparente ( Talvez a mais transparente do Pacífico e do planeta – É incompreensível mais clareza ! ), porém a vida marinha de toda Bora Bora deixa um pouco a desejar, talvez pela própria fama estarem espantando os peixes de lá … e por já ter visto mais vida em outros lugares. É um lugar onde tartarugas estão praticamente extintas ( não vi nenhuma ) devido terem sido comidas pelos próprios moradores. Antigamente eram apreciadas apenas pelos reis. Depois da abolição da monarquia, todo mundo quis provar a iguaria e acabaram com elas. Também eram sacrificadas em oferenda aos Deuses em agradecimento a fartura de peixes … crenças da época. Fiz outro tour de catamaran ao redor da ilha para ver alguns hotéis, é um ao lado do outro. O Bloody Marys, já citado anteriormente, é ponto obrigatório, porém prepare o bolso para tudo em Bora Bora além de deixar sua nota de dinheiro local pregado na parede do bar ( se for seguir tradição ) … são tantas que dá vontade de atacar, deve ter uma ” grana ” razoável pregada lá …

     Moorea é a ilha que já concorreu com Bora Bora ao título de mais linda do mundo, para se ver como o lugar é mágico. E, na minha opinião, como a da maioria das pessoas que conversei e passaram por essas ilhas, Moorea fica sim com a medalha de ouro na Polinésia Francesa no quesito de sua escultura. É lindíssima e podem ser observadas as duas principais baías : Baía Cook e a Baía de Opunohu ( Baie d´Opunohu ) que foi onde o navio ancorou. Opunohu significa peixe pedra devido a presença dos mesmos na baía. Cuidado, pois é o peixe mais venenoso do mundo, pisar nele pode ser fatal. Visitar o Motu Faraone para um churrasco à beira de um mar azul turqueza ouvindo cantores locais tocando aquelas musiquinhas típicas … tocar em arraias mansas nadando ao seu lado no rasinho, alimentar gaivotas em vôos rasantes tirando peixe da sua mão … é, além de obrigatório, uma experiência inigualável e sempre que repetida ainda lhe comovem muito. Como sempre friso : Não se tem essas experiências aí na sua cidade ou no seu continente. 

     Considero a minha viagem à Polinésia Francesa como uma das mais completas e maravilhosas, chegando muito próximo das Ilhas Maldivas. Na realidade não há como dizer qual é mais belo, sendo que eu ainda pretendo retornar também para ficar em algum Resort sobre as águas polinésias, pois a experiência de navio é diferente dos Resorts locais. Se puder, visite os dois arquipélagos e se deslumbre perante alguns dos atóis mais lindos da terra. Outra grande vantagem desses destinos tropicais é que sempre é ” verão ” o ano inteiro, mesmo em, épocas diferentes dá para aproveitar sem aqueles medos que temos quando pretendemos ir a algumas praias e ficarmos presos em casa por causa de chuvas. Nesses paraísos a chuva é até bem vinda, pois se chove, logo em seguida o sol dá a sua benção.  Ao deixar a Polinésia, na saída de Papeete ( Tahiti ), receba com orgulho o colar de conchas para a despedida. Muitos acreditam que é para você retornar … eu voltarei com certeza ! 

 

www.tahiti-tourisme.com

Marcelo Costa Kasprzak

www.omundoseuviaje.blogspot.com

omundoseuviaje@hotmail.com

PRÓXIMA PUBLICAÇÃO 19/07/2010 > Materialismo

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas dos blogs

Bebel Ritzmann

Bebel Ritzmann

Bebel Ritzmann

Atualidades

·

Professor de Direito analisa o instituto da jurisprudência à luz do novo Código de Processo Civil

Diogo Souza

Direto do Octógono

Diogo Souza

Notícias sobre o mundo da luta. Tudo sobre artes marciais, MMA, UFC e outros campeonatos e eventos.

·

Lutador do UFC relata momentos de terror em incêndio na Califórnia

Paula Weidlich

Mania Animal

Paula Weidlich

Dicas sobre o mundo PET e divulgação sobre feiras de adoção de cães e gatos

·

Jade sumiu e sua família pede ajuda para encontrá-la