enkontra.com
Fechar busca

Vida e Saúde

Especialista orienta como envelhecer de forma saudável

  • Por Redação Paraná-online

Consultar um geriatra não deve ser uma prática comum apenas entre pacientes idosos. Os próprios médicos aconselham o início do tratamento a partir dos 25 anos. O objetivo é analisar o histórico familiar das pessoas para evitar doenças que podem se agravar na velhice.

De acordo com o médico geriatra Emerson Tobias Fischer, membro da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, a geriatria preventiva é um segmento da geriatria que contribui para a longevidade e qualidade de vida dos pacientes. “No tratamento fazemos controle e adequação dos hábitos dos pacientes ao seu estilo de vida, para que possam envelhecer de forma saudável”, explica.

De acordo com o último censo do IBGE, a população idosa do Brasil aumentou 36% na última década. O país tem hoje 14,5 milhões de idosos e, em duas décadas, esse número deverá dobrar. Atentos à estatística, os médicos estão orientando pacientes a encarar a velhice não como a fase de conviver com incapacidades e limitações, mas com um período natural da vida.

Para envelhecer bem e com saúde é fundamental avaliar os hábitos desde muito cedo. “Já começamos a envelhecer desde o nascimento. Por isso é importante o equilíbrio em todas as atividades. Isso vai garantir a prevenção de doenças no futuro. Quem se cuida desde a infância atinge uma qualidade de vida ao envelhecer inimaginável há alguns anos”, garante. Pela geriatria preventiva os médicos acreditam que vai ser cada vez mais comum ver idosos nas academias. “Isso é uma prova de que cabelo branco já não depõe contra o corpo saudável e a mente ativa”, defende Fischer.

A sugestão do geriatra para garantir a longevidade são recomendações simples mas pouco seguidas pela maioria das pessoas, como não fumar, evitar bebidas alcoólicas, comer moderadamente, fazer reposições de vitaminas, minerais e antioxidantes, usar protetor solar e fundamentalmente se exercitar de acordo com a faixa etária. “A análise familiar precoce e estas recomendações podem evitar o aparecimento de doenças comuns em idosos como a obesidade, a hipertensão, vários tipos de câncer e alterações cardíacas”, afirma.

Segundo o médico, a geriatria preventiva indica diferentes tratamentos para cada fase do envelhecimento. Em torno dos 30 anos deve ser feito exame preventivo do diabetes, exame papanicolau para a prevenção de câncer de colo de útero, controle de peso com avaliação do índice de massa corporal, controle anual da pressão arterial e níveis de colesterol e, no caso de antecedentes familiares de alterações mamárias, realizar mamografia.

Aos 40 anos é preciso realizar check-up?s cardíacos anuais, exame laboratorial da próstata para os homens e mamografia anual para as mulheres. Após os 50 é necessário realizar check-up anual com avaliação cardíaca e níveis de colesterol, controle mensal da pressão arterial, avaliar dosagens hormonais e verificação da tireóide em mullheres e exame clínico da próstata para os homens. Também é importante fazer a colonoscopia para verificação de câncer de cólon em pacientes com antecedentes familiares e realizar testes de malignidade para manchas suspeitas na pele. “Embora ainda pouco difundida no Brasil, estas atitudes preventivas sugeridas pela geriatria são comprovadamente eficientes e podem fazer a diferença para o envelhecimento de forma natural, sem grandes limitações”, finaliza Fischer.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas