enkontra.com
Fechar busca

Vida e Saúde

Cuidados e higiene do ouvido previnem infecções e outros problemas

  • Por Jornalista Externo

Há quem diga que é necessário e há quem diga que é melhor nem usar. O cotonete é um objeto de higiene que costuma causar polêmica entre médicos e pacientes. Para acabar com os mitos sobre o assunto, otorrinolaringologistas do Hospital Iguaçu, Dr. Maurício Buschle e Dr. André Ataíde, explicam como deve ser usado e quais outros cuidados garantem a limpeza correta do ouvido, sem machucar.

A regra básica para a higiene do ouvido é usar o cotonete para a limpeza apenas da parte externa da orelha. Quando usado na parte interna, além do risco de lesões, estará empurrando a cera para o interior. Outra maneira de fazer a limpeza é com uma toalha, preferencialmente após o banho.

Não é necessário usar o cotonete diariamente. O excesso de limpeza dos ouvidos aumenta o risco de um acidente com o cotonete, como uma escoriação ou até a ruptura do tímpano, podendo causar perda de audição. Além disso, a cera é uma secreção protetora e até bactericida, sem a qual estaremos mais propensos a infecções de ouvido externo. Em crianças, assim como em adultos, não se deve nunca introduzir cotonetes ou outros objetos nos ouvidos. A limpeza deve ser feita com uma toalha macia na parte externa do conduto auditivo e nas orelhas.

Algumas pessoas produzem muita cera e, nesses casos, alerta o Dr. Maurício Buschle, deverão procurar o otorrinolaringologista para uma limpeza anual. ?O mais indicado é que seja logo antes do verão, pois o maior contato com a água da piscina ou do mar faz com que se produza mais cera, além de dar uma sensação de ouvido entupido?, explica. Deve-se procurar um especialista quando tiver a sensação de ouvido entupido.

Em alguns casos, a falta de limpeza pode provocar o ouvido entupido e, nessas situações, um especialista deve ser procurado. Entretanto, a maioria das pessoas não precisa de uma limpeza específica feita por um profissional, basta a feita em casa com a toalha após o banho, que é considerada a melhor maneira de fazer a higiene do ouvido.

Eczema e otite

Por outro lado, existem as pessoas que produzem pouca cera e que apresentam ouvidos muito secos. Essas pessoas sofrem de um sintoma muito incômodo que é a coceira crônica dos ouvidos, também chamada de eczema.

As infecções de ouvido mais comuns são as otites externas por excesso de contato com água de piscina e mar, que muitas vezes estão contaminados. No inverno, em decorrência das gripes e resfriados, a infecção mais comum é a otite média aguda. Essa infecção ataca principalmente as crianças, que apresentam febre, dores de ouvidos, perda de audição transitória, além dos sintomas iniciais da gripe e nariz trancado com secreção.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas