enkontra.com
Fechar busca

Viagem e Turismo

Montevidéu é boa pedida pra quem quer sossego

Com um visual incrível, a capital uruguaia se revela um excelente destino

Márcio Barros

facebook.com/JornalistaMarcioBarros

twitter.com/marcioreporter

Fazer uma viagem internacional durante o final de semana parece impossível, mas pode acreditar para muita gente isso tem se tornado uma realidade cada vez mais frequente. O destino: Montevidéu. A capital do Uruguai é logo ali. Depois de apenas duas horas de voo é possível estar do outro lado dos pampas, comendo a famosa Parrilla, ou curtindo um fim de tarde nas margens do Rio de la Plata. Sempre tem promoções de passagens aéreas de diversas companhias, que podem variar de R$400,00 à R$600,00 ida e volta. Fique atento, as oportunidades aparecem quando menos se espera, e quem se organiza, e compra com antecedência, sempre paga mais barato. O site www.melhoresdestinos.com.br sempre informa boas oportunidades de passagens aéreas para diversos destinos.

Montevidéu é uma cidade charmosa, e com a tranquilidade ideal para quem quer dias de paz e sossego. Muitos turistas brasileiros colocam a cidade como porta de entrada para roteiros que incluem outros países da América do Sul. Geralmente começam a viagem desembarcando no Uruguai, depois seguem para Buenos Aires, na Argentina e por último Santiago, a capital chilena.

A opção é boa e barata, e faz com que o turista entenda a diferença entre cada povo, cada sotaque, cada prato típico e a história de cada nação.

A capital uruguaia fica no sul do país e é a cidade latino-americana com a melhor qualidade de vida, além de ser considerada por diversos órgãos como uma das 30 mais seguras do mundo. Atualmente tem aproximadamente dois milhões de habitantes, quase metade do país. Se comparada a Buenos Aires, Montevidéu é compacta e um final de semana é suficiente para passear bastante e conhecer os principais pontos turísticos, e melhor, gastando pouco.

Onde ficar

Os melhores hotéis e também os hostels ficam no eixo formado pelos bairros de Pocitos e Punta Carretas, muito bem situados, próximos da orla do rio. Para quem prefere o hotel, a sugestão é o Ponta Trouville Suites, a diária pode variar de US$ 85 à US$120 (www.puntatrouville.com). Outra opção de hotel é o Ermitage, onde a noite pode sair a US$ 70 (www.ermitagemontevideo.com).

Para quem já está acostumado a ficar em hostel (Albergues), a dica é o El Viajero, que fica na Calle Ituzango, em Ciudad Vieja (Cidade Velha), pertinho da Praça Matriz, da Praça de Maio, do Teatro Solis, e do Mercado do Porto. Os quartos são coletivos com dois beliches cada.

A diária é de aproximadamente US$ 20 e só pode ser paga em dinheiro ou cartão de débito. (www.elviajerohostels.com)

Onde comer

A noite de Montevidéu não é das mais movimentadas. Quando a ideia é curtir, até mesmo os moradores seguem para Punta del Leste, que fica a cerca de 1h de viagem.

Para o jantar, uma boa opção é o Tabaré, local agradável, que funciona onde durante muito tempo foi uma mercearia tradicional. O endereço é Joaquín Zorilla de San Martín, 152. Mas não deixe para ir muito tarde. Os pratos são servidos até meia noite e o restaurante fecha por volta da 1h. Para os boêmios, a solução é o Bar 62, que fica na Calle Barreiro, 3.301.

Se o tempo estiver bom, vale a pena dar uma andadinha pelo centro e se deliciar com um chivito, um sanduíche de carne e outros ingredientes, coberto com molho de maionese e servido com batatas fritas, salada russa ou outros acompanhamentos. Na Praça Matriz há vários restaurantes com mesas ao ar livre, ideal para ficar à toa, olhando o movimento.

Transporte

O aeroporto é distante do centro, mas é possível pegar um ônibus do transporte coletivo. Se informe com os guias locais. Caso prefira, os táxis funcionam com tabela, e o valor pode ser acertado antes do embarque. Do aeroport,o até o centro a corrida pode custar até mil pesos uruguaios, cerca de R$100,00.

Onde ir

Sem dúvida, os finais de semana são mais interessantes para os turistas, mas é preciso ficar atento. Aos sábados, o comércio fecha por volta das 13h. Lojas de conveniências e artigos para turistas podem ser encontradas em vários locais da Ciudad Vieja.

O Teatro Solís, um dos pontos mais visitados pelos turistas, foi inaugurado em 1856 e recentemente passou por uma reforma. As visitas guiadas começam sempre às 11h, 12h ou 13h. Depois de andar pelas praças centrais, a dica é conhecer o Mercado del Puerto. O churrasco servido lá é feito na hora, com muita empolgação. O assador que fica atrás de uma parede de vidro, faz os cortes e assa as carnes, cada uma com a sua característica, na frente do povo.

No domingo, é bom acordar cedo e conhecer a feira da Calle Tristán Narvaja, onde se vende de tudo. Frutas, verduras, antiguidades e até animais vivos. Muito comum ver os uruguaios caminhando na feira, e levando a tiracolo a garrafa térmica e a cuia de chimarrão.

Há turistas que não se conformam em estar tão próximos da Argentina e não irem até Buenos Aires. Essa viagem pode ser feita de uma forma prática, através do Buquebus, um barco moderno que faz a travessia do Rio da Prata. Mas não esqueça, você estará saindo de um país e entrando em outro, por conta disso, precisa estar com passaporte, ou RG, carteira de motorista, e chegar no embarque com uma hora de antecedência.

Refúgio uruguaio

Divulgação
É possível ir de Colônia del Sacramento até Buenos Aires com o Buquebus.

Outros destinos escolhidos por quem está em Montevidéu é Punta del Leste, que tem praias belas, hotéis, cassinos e restaurantes grandiosos. Ou então, Colônia del Sacramento. A cidade, que fica na ponta do mapa, é linda. Uma hospedagem interessante é a Posada Don Antônio. O café da manhã é bom e os quartos grandes e tudo bem limpo. Para os viajantes econômicos a dica é o hostel El Viajero, o mesmo indicado para Montevidéu. Em Colônia o hostel é maior, por conta disso não há a mesma interação entre os hóspedes. Os quartos são grandes e os banheiros externos.

Colônia é uma cidade propícia para casais enamorados, que querem dias tranquilos, paisagens bonitas e boa comida. Para ver o por do sol, o melhor ponto é o farol, que todo o fim de tarde fica repleto de turistas. Quando o dia está claro, é possível ver os prédios mais altos de Buenos Aires, do outro lado do Rio da Prata.

Muita gente que está na capital argentina faz o bate-e-volta até Colônia del Sacramento, passeio que leva aproximadamente uma hora de barco. Ao contrário também é possível. O bilhete custa entre R$60,00 e R$100,00, de acordo com a data da compra. Os assentos são confortáveis, tem lanchonete e, melhor ainda, tem Duty Free. O Buquebus é a maior e mais antiga empresa que faz essa travessia, no entanto, há outras empresa que fazem o mesmo percurso. Depois de um final de semana internacional, é bom voltar para casa com boas fotos, muitas coisas boas na memória e muitos presentinhos para os amigos. Até a próxima viagem.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas